Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 3
ver todos

Restaurante Adega do Refúgio do Hotel Rural Refúgio da Vila

de 3
ver todos

Restaurante de cozinha regional, com horta biológica, onde os sabores são autênticos e a apresentação requintada. Vinhos alentejanos de eleição.

Acessos para deficientes: Não
Ambiente e decoração: Antiga garagem das charretes, com amplas abóbadas. Requinte, elegância e tranquilidade.
Animação: A pedido: música tradicional, cantares regionais, fado.
Bar/Sala de espera: Bar e Sala de Espera
Dia(s) de Encerramento: Não encerra
Especialidades: Sopas: Sopa de Cação com alho. Carne: Ensopado à Pastora; Lombinhos da Adega e Feijoada do montado (de javali). Peixe: Bacalhau à Refúgio. Doces: Sericaia; Bolo de requeijão com mel e Farófias.
Estacionamento: Sim
História: Uma antiga casa agrícola foi convertida em hotel rural, sendo a Adega do Refúgio o grande local de degustação da gastronomia local.
Horário de Encerramento: 22:00
Lotação: 75
Necessidade de reserva: Aconselhável.
Observações: Dispõe de um programa especial na sua Escola de Cozinha. Dispõem de programas especiais para o Natal e Ano Novo.
Preço Médio: 17.00
Recomendado para grupos: Sim
Sanitários para Deficientes: Sim
Serviços: Ar condicionado
Tipo de Restaurante: Portuguesa, Regional, Alentejana
Horário de Funcionamento: Das 12:30 às 15:00 e das 19:30 às 22:00.
Acessibilidade de deficientes motores: Acessibilidade fácil
Morada: Largo Doutor Miguel Bombarda 8 Hotel Refúgio da Vila
Código Postal: 7220 369 PORTEL
Tel: 266619010
E-mail: info@refugiodavila.com
Site: www.refugiodavila.com
Distrito: Évora
Concelho: Portel
Freguesia: Portel

Restaurante Adega do Refúgio – Portel


Mestres de culinária


Andreia Melo

Onde em tempos se situavam a adega e as cavalariças de uma casa senhorial do século XIX, fica hoje o Restaurante Adega do Refúgio. Dos velhos tempos restam os tectos em abóbada e uma inclinação gastronómica (e não só) para o enoturismo…

Fica integrado no Hotel Rural Refúgio da Vila mas a sua entrada é independente. Beneficia de uma localização central, pelo que é impossível não dar com a ementa, afixada sobre uma pedra colocada em cima de um tripé de aspecto medieval, como se de um aviso se tratasse, ao passear pelas ruas do centro histórico da vila.

O edifício impressiona. Pela sua imponência de antiga casa agrícola, pela sua dimensão e centralidade. Este espaço, onde viveu durante gerações a família Amaral e Palhavã Amaral, foi escolhido para filmar o filme português Cerro Maior. Uma visita à unidade hoteleira pode explicar a escolha, pelos frescos do século XIX restaurados que encontra nos corredores e os tectos trabalhados cujos desenhos perduram.

No restaurante, assim como no hotel, a decoração é sofisticada, com vários pormenores campestres. A aposta é na cozinha regional, mas o cuidado com a apresentação dos pratos denuncia uma vontade de inovar à qual a visão não fica indiferente.

Já experimentou uma mousse de vinho? Sabe o que leva uma trouxa de queijo de cabra? No Refúgio da Vila, pode não só experimentar esses pratos, como aprender também a confeccioná-los. Para isso, basta inscrever-se na Escola de Chefes do restaurante que aqui funciona há quase 10 anos e que em 2002 o jornal inglês Observer considerou uma das 10 melhores do mundo.

2010-05-31
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida