Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 3
ver todos

Adega Cooperativa de Portalegre

de 3
ver todos

Fundada em 1955, a Adega Cooperativa de Portalegre faz a ponte entre o passado e o futuro, mantendo as tradições de cultivo das vinhas em plena Serra de S. Mamede, ao mesmo tempo que tem vindo a modernizar os equipamentos de transformação e armazenamento.

Nesta adega são assim produzidos vários tintos e brancos de excelência, continuamente reconhecidos ao longo das décadas em diferentes concursos nacionais e internacionais.

Marcação prévia: Necessária para visitas guiadas à adega.
Produtos comercializados: Vinho
Tipo de actividade: Produtor de Vinho
Visitas guiadas / provas de vinhos: Visitas guiadas às adegas e vinhas, prova e venda de vinho.
Morada: Ribeiro de Baco
Código Postal: 7301 901 PORTALEGRE
Tel: 245300530
E-mail: adegaportalegre@adegaportalegre.pt
Site: www.adegaportalegre.pt
Distrito: Portalegre
Concelho: Portalegre
Freguesia:

Vinhos em Portalegre


Ir a Portalegre conhecer de perto, da produção ao copo, alguns vinhos alentejanos, é um óptimo pretexto para uma viagem. Com queijos, porco preto e outros petiscos à mistura.


Nuno Maia

Além da arquitectura e da paisagem, que justificam uma visita, Portalegre tem muito mais para oferecer. Terra rodeada por vinhedos, são muitos os vinhos de qualidade que se produzem por aqui. Seguir a sub-rota de São Mamede, numa espécie de caça ao tesouro, e experimentar todos eles, sem abusar claro, é um óptimo pretexto para se passar um fim-de-semana numa bonita cidades alentejana. E no meio de tantos brindes ainda há óptimos petiscos para provar e compras para fazer.  

Começar em grande

O fim-de-semana começa com uma visita à Adega Cooperativa de Portalegre. Fundada em 1955, é constituída por centenas de associados que entregam aí as suas uvas para a produção dos vinhos.

Para se ficar a conhecer melhor todo o processo, desde a trituração das uvas até ao estágio do vinho tinto em pipas de carvalho, tudo é explicado ao pormenor por um guia.

Só depois de perceber estes detalhes imprescindíveis é que se pode passar à fase seguinte, para muitos o melhor da visita: a prova dos vinhos produzidos na Adega. Fazem parte do rol os rótulos Portalegre, Conventual e Terras de Baco.

Roda-se o copo para ver a lágrima, olha-se para a cor, cheira-se e finalmente põe-se na boca para sentir o sabor. Um ritual que deve ser seguido quase religiosamente ou não estivéssemos no meio de profissionais. A acompanhar, e como se o vinho não chegasse para nos satisfazer, são servidos os queijinhos da região.

Monte da Penha 

Ao chegar é impossível não se ficar admirado com a beleza da enorme casa central do Monte. A visita é em tudo semelhante à das outras adegas, incluindo as provas. Neste caso, feitas dentro de casa, e claro com queijinhos para acompanhar. Os vinhos produzidos aqui tem o mesmo nome do monte.

2001-09-26
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida