Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Um parque botânico do demo

Susana Ribeiro anda connosco pelas Terras do Demo e não dispensa a companhia de Aquilino. E leva-nos a conhecer o Arbutus do Demo, um território que "representa o cerne na Beira mais interior".

por Susana Ribeiro

O Viaje Comigo continua a sua colaboração com o Lifecooler e, desta vez, a viagem leva-nos às Terras do Demo: Moimenta da Beira, Sátão, Sernancelhe e Vila Nova de Paiva. E, nesta última vila beirã, damos a conhecer o Parque Botânico Arbutus do Demo.

Foram assim apelidadas, de Terras do Demo, pelo escritor português Aquilino Ribeiro, porque segundo ele "Sem dúvida, nunca Cristo ali rompeu as sandálias, passou el-rei a caçar ou os apóstolos da Igualdade em propaganda. Bárbaras e agrestes, mercê apenas do seu individualismo se têm mantido, sem perdas nem lucros, à margem da civilização”. (do livro "Terras do Demo")

A vida dura, rural, em terras beirãs esquecidas, fizeram Aquilo escrever muitos carateres sobre o viver beirão. E não é por acaso que se diz que, naquela região do Dão, "são nove meses de inverno e três de Inferno" (no verão).

Aquilino Ribeiro escreveu o livro "Terras do Demo" em 1919. O escritor nasceu em Sernancelhe, Carregal de Tabosa, em 1885, mas é em Soutosa (em Moimenta da Beira) que cresce - e é onde agora funciona a Fundação Aquilino Ribeiro, que funciona como casa-museu. Estudou em Lamego, Viseu e Beja, e foi em 1906 para Lisboa, onde morreu em 1963. No verão, voltava ao campo e escrevia... muito.

Como já foi dito, as Terras do Demo incluem Moimenta da Beira, Sernancelhe, Sátão e Vila Nova de Paiva.
Num roteiro Aquiliano, visite a Fundação Aquilino Ribeiro, em Moimenta da Beira, passe por Sernancelhe onde o escritor nasceu (e a casa onde nasceu) e descubra Vila Nova de Paiva, com uma história milenar na ocupação de povoações. E também aí aproveite e fique a conhecer o Parque Botânico Arbutus do Demo.

Além da sua riqueza natural, o Arbutus do Demo é um local onde se realizam workshops e oficinas, para diversas idades. De ambiente rural, com paisagens de montanhas e vales, o parque é ladeado de rios, praias fluviais e floresta.

Vila Nova de Paiva pertence ao distrito de Viseu e foi na freguesia de Queiriga que nasceu este parque botânico, que está inserido na Rota do escritor Aquilino Ribeiro - que tanto escreveu sobre a natureza envolvente desta região da Beira Interior.

O Parque Botânico Arbutus do Demo nasce da transformação, nos anos 90, de um antigo viveiro que estava abandonado. Tem uma área de 80.000m2 com matas e floresta e é um relevante património paisagístico e ambiental. Reúne mais de mil diferentes espécies botânicas.

O parque tem vários edifícios onde decorrem atividades durante todo o ano: astronomia, antologia, ateliês de natureza, oficinas pedagógicas, workshops, etc. Desde observação dos céus, até oficinas de compotas, pode inscrever-se gratuitamente nas iniciativas.


INFORMAÇÕES
Parque Botânico Arbutus do Demo, freguesia de Queiriga, Vila Nova de Paiva
Como chegar: fica a 5Km de Vila Nova de Paiva, ao Km 73,5 da EN 323 (antiga estrada que liga Vila Nova de Paiva a Viseu)
Entrada: grátis
Horário: todos os dias, 09h00-12h30 e 13h30-17h00; domingos de agosto, 14h00-18h30

 

A autora e o blogue
Jornalista desde 1998, Susana Ribeiro já colaborou com vários órgãos de informação. Atualmente trabalha como freelancer, colaborando com a revista Notícias Magazine. É também apresentadora na Rádio Placard. Em 2013 lançou o blogue Viaje Comigo com dicas de viagem em Portugal e no estrangeiro. Em fevereiro deste ano foi nomeado para a categoria de Melhor Blogue de Viagens Profissional dos BTL Blogger Travel Awards 2014.
Blogue
Facebook

 

Textos anteriores no Lifecooler:

10 razões para visitar uma feira medieval

Em Nisa, para tratar do corpo, da mente... e do estômago

Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida