Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

O meu batom

A propósito do Dia Mundial do Beijo, pedimos à Diva que discorresse sobre o batom, esse icónico símbolo de beleza e sedução. Ela respondeu com a frontalidade habitual, de quem tem uma missão a cumprir. Saiba o que o seu batom diz de si.

Se há objeto que anda sempre na minha mala é o batom. De cieiro, claro.

Não vivo sem ele e ando sempre à caça das inovações tecnológicas do segmento. Não há nada mais foleiro do que uns lábios gretados, dignos de uma ceifeira acabada.

No dia a dia, não sou fã de grandes ornamentos pitorescos de disfarce da fronha. Acredito que existem poucas coisas mais charmosas do que uma mulher natural. O que é certo é que há séculos que as ladies perceberam que uma beiça pintada faz sucesso.

Conta a história que este instrumento de enaltecimento da beleza feminina surgiu no Antigo Egito, mil anos antes da era de Júlio César. O mito diz-nos que foi a safada da Cleopatra que iniciou a referida tendência mas parece que foi a rainha Nefertiti, esposa do faraó Akhenaton, que mil anos antes se lembrou que um rouge dá sempre nas vistas.

Tenho para mim que o batom é o veículo mais imediato, e singelo, para apelar aos sentidos masculinos. É certo que, para as mais atrevidas, não há nada que substitua um bom decote. Porém, como quem não tem cão caça com gato, melhor salvaguardar uns lábios garridos. Um push-up que faça o resto. Um cérebro geralmente também não é má ideia. Bom, deixo ao vosso critério.

Para quem quer apostar neste truque de atração imediata, deixo um estudo criterioso sobre as cores que devem usar:

Rosa: Batom das sonsas.
À semelhança da teoria da lingerie pink, conhecida por ser um espanta espíritos de machos latinos, o mesmo se aplica para as beiças. Nem a Barbie já usa batom desta cor. Se o objetivo é quereres parecer a Kylie Minogue desengana-te pois o mais próximo que terás é o look da Miss Piggy.

Roxo: Batom das gajas com atitude.
Gosto. Tem inúmeras vantagens. Além de ser uma das cores mais mencionadas nas trends deste ano, desde o mais claro ao mais escuro, esconde muito bem os lábios de vinho. Não há nada mais fatela do que, num date, acabar com boca de hipotermia.

Nude: Cor das cansativas
Se é para usar, que se note. Batom nude é igual a gomas sem açúcar, cerveja sem álcool e descafeinado. Alô.

Gloss Transparente: Batom das ingénuas que acreditam.
Que com pouco fazem muito, que as alças de soutien transparentes ainda se usam e que passam realmente despercebidas, que as armações de óculos “invisíveis” são bonitas e que não se notam. Big Mistake.

Vermelho: O Batom das poderosas.
Qualquer morena que se preze deve usar um rouge numa ocasião especial. Apesar de haver quem pense que é uma ordinarice, eu sou fã. Fica bem com qualquer trapinho. Juntamente com mini-saia e decote, diria que é de evitar. Muito menos juntando a isto uns palavrões que espontaneamente nos saem da boca e que sabemos que são impossíveis de conter.

Encarnado: O Batom vermelho das “Carminhos”.
Este item foi só para não excluir as betas que amam um batom vermelho mas que só seriam capazes de usar um encarnado.

Esta lição de vida é para as mulheres em geral.


Por isso, desta vez não serão excluídas.

Carminhos, siga no encarnado.

Love,
D.

A autora e o blogue
O blog Divas em Apuros não é para quem quer, é para quem pode.
As Divas de Portugal têm finalmente um espaço para ler histórias dignas e relevantes.
É dedicado ao público feminino mas não julgará outros géneros. É pensado para quem assiste à Casa dos Segredos mas que não pode contar a ninguém. É também dedicado às meninas que nunca ganharam tão mal na vida mas que, ainda assim, continuam a ir à H&M duas vezes por mês.
É o blog para quem nasce Diva e morre Diva.
Basta de sermos humildes.
Blogue
Facebook

 

Textos anteriores no Lifecooler:

Diva e o Dia dos Namorados

Diva e o Design

Diva e as Novas Modas

Por Raquel Garção | Divas em Apuros 2016-04-13

Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida