Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Casa da Comareira

Esta casa situa-se numa das Aldeias de Xisto integradas na Serra da Lousã, com proximidade a vários percursos pedestres. Com paredes de pedra e decoração rústica, possui três quartos, uma sala de estar, cozinha e aquecimento central. É administrada pela Lousitânea - Liga dos Amigos da Serra da Lousã, que oferece uma série de programas de desporto, aventura e contacto com a natureza.

Acessos: GPS - 40.1557392/ -8.1099381
Localização: Campo
Nº de camas: 3
Nº de quartos: 3
Observações: Outro contacto: 966 423 677. Preços: Ninho da Coruja - €55; Toca da Raposa e Prado do corço-€40 (sem pequeno -almoço).
Período de funcionamento: Todo o ano.
Categoria: Casa de Campo
Serviços / Equipamentos: Animais admitidos, Parque de estacionamento
Morada: Comareira
Código Postal: 3330 231 GÓIS
Tel: 235778644
E-mail: lousitanea@sapo.pt
Site: www.lousitanea.org
Distrito: Coimbra
Concelho: Góis
Freguesia: Góis

Casa da Comareira - Góis


É um prazer ajudar a preservar.


Ana Marta Ramos

A Casa da Comareira pertence à Câmara Municipal de Góis, mas a gestão cabe à Lousitânea – Liga dos Amigos da Serra da Lousã, como forma de garantir uma fonte de rendimentos para apoiar o Fundo para a Preservação da Serra da Lousã.

Lá em cima

O ponto de encontro é a antiga sede da Lousitânea, em pleno centro histórico da encantadora vila de Góis, junto à Câmara Municipal e ao Posto de Turismo. Daí, somos acompanhados por Sandra Marques até à aldeia da Comareira, a apenas onze quilómetros de distância, por caminhos que teríamos alguma dificuldade em descobrir sozinhos.

É verdade que a estrada é íngreme e sinuosa e que o piso pede um veículo todo-o-terreno ou, pelo menos, com algum “calo”, mas faz tudo parte da experiência: como o facto de sabermos que, com sorte, talvez avistemos um ou outro javali de passagem....

Num instante alcançamos o Miradouro da Comareira, um dos vestígios bem visíveis dos trabalhos de recuperação de que a aldeia já foi alvo. Antes mesmo de conhecermos o alojamento que nos espera já nos apetece sentar num daqueles bancos de madeira e contemplar a paisagem serrana, que se estende diante de nós até onde a vista alcança.

A aldeia da Comareira foi uma das primeiras a ficar concluída, no âmbito do projecto de reconstrução e revitalização das Aldeias do Xisto. Isto deve-se, em grande parte, ao facto de tratar-se de uma aldeia com vida própria. Os habitantes abraçaram a causa e a Comareira está de pé, emoldurada pelas hortas bem tratadas e onde os cães, os gatos e as cabras coexistem pacificamente, como que imbuídos do mesmo espírito comunitário que une vizinhos como se fossem familiares.

Em casa

A Casa da Comareira assenta sobre uma encosta, tal como as casas que se lhe seguem. Pela porta principal acedemos à zona mais ampla da casa, composta por uma cozinha moderna e bem equipada, uma casa de banho, uma sala de estar e de refeições e um amplo quarto duplo, apelidado de Mocho, onde as janelas são rainhas. As paredes brancas recortam-se, ocasionalmente, revelando artisticamente o xisto que lhes serve de suporte. De resto, são as madeiras claras do chão, dos tectos e do mobiliário que garantem o ambiente acolhedor. E, quando o frio começa a apertar, o sistema de aquecimento central encarrega-se do resto.

2006-05-10
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida