PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 4
ver todos
Ver
mapa

Alentejo Marmoris Hotel & Spa

de 4
ver todos

Inaugurado em fevereiro de 2013, o Alentejo Marmoris Hotel & Spa é uma luxuosa unidade de cinco estrelas, situada em Vila Viçosa, conhecida pelos seus pergaminhos históricos, bem como pela produção de mármore. Luxo, tranquilidade e uma vasta gama de serviços fazem colocam este hotel num lugar especial entre a oferta turística do Alentejo. Espaçosos e cuidadosamente decorados e equipados, os quartos oferecem todas as comodidades incluindo casas de banho em mármore. O restaurante do hotel serve cozinha regional e internacional. O Stone Spa, situado no piso inferior e escavado em pedra mármore, no interior de uma pedreira, disponibiliza quatro salas e uma vasta gama de tratamentos.

Categoria: 5 estrelas
Localização: Centro Cidade/Vila
Nº de quartos: 44
Cadeia / grupo de hotéis:: Small Luxury Hotels of the World
Preço Época Alta: 138
Preço Época Baixa: 115
Acessibilidade de deficientes motores: Acessibilidade fácil
Serviços / Equipamentos: Ar condicionado em áreas comuns, Ar condicionado nos quartos, Bar, Jardim, Parque de estacionamento, Piscina interior, Restaurante, Sala de reuniões / conferências, Sala de estar comum, Sala de TV e/ou vídeo, Sauna, Segurança ou vigilância, Serviço de quartos, Telefone nos quartos, TV nos quartos, TV Satélite/TV Cabo, Aquecimento, SPA, Health Club, Banho turco, Wireless gratuito
Morada: Largo Gago Coutinho 11
Código Postal: 7160 214 VILA VIÇOSA
Tel: 268887010
E-mail: reservas@alentejomarmoris.com
Site: www.alentejomarmoris.com
Distrito: Évora
Concelho: Vila Viçosa
Freguesia: Conceição

Alentejo Marmòris Hotel & SPA – Vila Viçosa


Luxo esculpido em mármore


Nelson Jerónimo Rodrigues

Único no mundo, este luxuoso cinco estrelas é um elogio ao mármore em forma de hotel mas também podia ser um museu, um palácio ou uma peça de arte. A nobre pedra é exaltada nas mais diversas formas, revelando um Alentejo exuberante e surpreendente onde nem falta um quarto das 1001 noites ou um SPA escavado numa pedreira. Acredita no magnetismo do mármore?

Há muito que Vila Viçosa se orgulha de receber os visitantes com pompa e circunstância (não é à toa que lá foi edificado o Paço Ducal) mas desde fevereiro de 2013 que a localidade tem mais um refúgio digno de reis: o Alentejo Marmòris Hotel & SPA. Esta unidade de cinco estrelas transformou um antigo lagar de azeite num dos mais luxuosos alojamento da região, concretizando o sonho de uma família de marmoristas em mostrar ao mundo a nobreza desta pedra.

A homenagem ao mármore até começa discreta na fachada (semelhante ao edifício original) mas basta passarmos a entrada principal para percebermos porque razão esta rocha continua a ser um símbolo de opulência. Uma “passadeira” de mármore polida, escudada por armaduras e armas medievais, leva-nos até uma das mais impressionantes receções hoteleiras em Portugal, graças a um enorme bloco de mármore cristalizado que impressiona pela beleza e dimensão.

A dois passos dali fica o salão principal onde saltam à vista seis imponentes colunas revestidas a mármore preto, branco e dourado (as cores dominantes no espaço) e uma árvore com pequenos cristais de mármore que evoca as icónicas laranjeiras de Vila Viçosa. Mas também não faltam elementos mais subtis, como esculturas do artista Espiga Pinto, uma pintura com uma camponesa alentejana e, sobretudo, uma flor embutida no chão que utiliza mármores de vários cantos do mundo, incluindo um raro e valioso mármore vermelho de França. Entre tanta pedra, a (aparente) frieza do espaço é suavizada com o fogo brando de uma lareira, enquanto os hóspedes derretem-se com chás e bolos quentes.

Sonhos cor de mármore

No alojamento, dividido por 44 quartos (clássicos, deluxe ou suites), a presença do mármore é bastante mais discreta mas o preto, o branco e os dourados voltam a marcar presença desde os tetos e paredes ao mobiliário. Aqui, a sumptuosidade dá lugar ao conforto e à sobriedade, apesar de um ou outro apontamento mais vistoso, como a moldura em talha dourada que esconde a televisão. Surpreendente é também o mármore em estado bruto que irrompe da varanda de um dos quartos, dando o mote para o grande pátio exterior do hotel onde a pedra volta a estar omnipresente.

Mas já lá iremos. Primeiro vamos espreitar a casa de banho (não há uma igual em toda a unidade), esta sim, totalmente revestida com mármores de vários tons. Uma utilização nada inocente já que o objetivo é mostrar os vários tipos de combinações que se podem fazer com a pedra. O mesmo acontece, de resto, em toda a unidade hoteleira que, de certa forma, acaba por ser uma espécie de show room da empresa dos proprietários, há muito ligada ao comércio e extração de mármore.

Em boa parte isso ajuda a explicar a luxúria e a influência árabe da suite principal – a nº 1001 - já que os maiores importadores do mármore de Vila Viçosa (convidados assíduos do hotel) chegam do Médio Oriente. No total, são cerca de 200 metros quadrados de puro luxo, decorados com arcos mouriscos, mobiliário em madeiras nobres, uma cama de dosel e, claro, os mármores mais valiosos. Sherazade, a bela rainha persa do conto As 1001 noites iria, por certo, sentir-se em casa.

O poder da pedra

Icónico e surpreendente é também o pátio do hotel, uma espécie de quadrado perfeito rodeado pelos alojamentos, pelo restaurante, pelo SPA e… por uma pedreira. Sim, uma enorme parede em pedra simula o interior de uma exploração de mármore, conferindo um certo dramatismo ao espaço e tornando-se o cenário ideal para a piscina (com cobertura retrátil) que ocupa a zona central desta área comum.

Tudo menos ilusão ótica é a pedreira (esta sim autêntica) descoberta por acaso durante as escavações para as fundações do hotel. O que era para ser uma garagem acabou em boa hora por servir de enquadramento ao Stone SPA e às piscinas de hidroterapia, mantendo-se as paredes originais em pedra mármore. Imagine, por isso, a sensação de ter uma massagem ao som de gotículas a escorrerem pela rocha em estado bruto e que, entretanto, até já começou a ganhar pequenas estalactites.

Todos os rituais do SPA têm a assinatura da marca suíça Karin Herzog e vão das mais variadas massagens aos tratamentos de corpo e rosto, muitos deles recorrendo ao poder e ao magnetismo das pedras, mármore incluído. Se tiver meio dia livre não deixe de surpreender, por exemplo, a sua cara metade com o programa SPA Deligth Casal que inclui um banho relaxante, uma massagem holística a dois e um mimo Quick & Beautiful com pedras mármore. Caso prefira uma atividade fora de portas sugerimos-lhe a Rota Tons de Mármore (um dos parceiros do hotel) que começa com a visita a uma pedreira e a uma fábrica de transformação e termina junto a um monumento ou local onde a pedra já surge aplicada. Haverá melhor exemplo que o próprio Màrmoris?

Na pedra nasceu uma planta rara

Qualquer estadia no hotel só ficará verdadeiramente completa com uma refeição no restaurante Narcissus Fernandesii, nome herdado de um narciso em vias de extinção que nasce numa das pedreiras dos proprietários. À mesa também chegam sabores raros e excecionais, numa versão contemporânea da cozinha regional alentejana, assinados pelo jovem chefe Pedro Mendes. Assim acontece, desde logo, nas entradas, com destaque para a cabeça de xara panada com creme de batata trufado ou para o creme de gila com pó de presunto de vaca, ovo de codorniz escalfado e frito de pão de bolota.

Quanto aos pratos de carne vale a pena provar, por exemplo, a língua de vaca Carnalentejana estufada em Petit Verdot, puré de espinafres e batata e espinafres e legumes da horta ou o veado fumado em azinho e alecrim, redução em Madeira, favinhas com coentros e creme de marmelo. Se preferir peixe, que tal um polvo em três cozeduras acompanhado do seu arroz negro ou um bacalhau com crosta de azeitona galega, Brás de batatas e esparregado de algas? Igualmente difícil será escolher entre uma das mais de 120 referências que compõem a lista de vinhos, apresentada numa grande e pesada carta com capa… de mármore.

Entre todas as sobremesas há uma imprescindível, não só pelo sabor mas também pela apresentação e conceito: a Màrmoris. Trata-se da recriação em versão gulosa (mousse de chocolate branco e açucar em calda cristalizado) do principal ex-líbris do restaurante, uma imponente mesa em vidro e mármore com cerca de seis toneladas. Retirada há alguns anos de uma pedreira de Vila Viçosa acabou guardada à espera do momento certo e, sobretudo, de um local à medida da sua nobreza. Hoje repousa finalmente sob o brilho das cinco estrelas do Alentejo Marmòris Hotel.

2014-11-25
Seja o primeiro a avaliar