PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 35
ver todos

Restaurante Tasca do Celso

de 35
ver todos

Restaurante de cozinha tradicional alentejana. Diariamente junta-se à ementa um prato à base de peixe fresco.

Ambiente e decoração: A decoração é simples e rústica.
Bar/Sala de espera: Bar e Sala de Espera
Dia(s) de Encerramento: Segundas (Inverno)
Especialidades: Entradas: Ovas de sardinha, Presunto pata negra, salada de búzios, Camarões `al guillo`, Mexilhões à espanhola, Linguiça com ovos. Peixe: Pregado grelhado com arroz de feijão, Massinha de cherne, Açorda de camarão. Carne: Bife a `la plancha`, Costeleta de fundo de porco preto, Migas à alentejana, Cataplana de carne de porco.
Horário de Encerramento: 02:00
Lotação: 48
Necessidade de reserva: Aconselhável jantar
Preço Médio: 30.00
Tipo de Restaurante: Portuguesa, Regional, Alentejana
Horário de Funcionamento: Das 12:00 às 15:00 e das 19:00 às 00:00
Área para fumadores: Não Fumadores
Morada: Rua dos Aviadores 39
Código Postal: 7645 227 VILA NOVA DE MILFONTES
Tel: 283996753
E-mail: tascacelso@sapo.pt
Site: www.tascadocelso.com
Distrito: Beja
Concelho: Odemira
Freguesia: Vila Nova de Milfontes

Tasca do Celso/Zé Tapas - Odemira


Dupla identidade


Alda Rocha

O restaurante tradicional conta agora com um bar de vinhos que tanto convida a um copo, enquanto se espera, como serve também de destino para petiscar com os amigos.

Numa rua sossegada, afastada da confusão das ruas de comércio, a casinha de fachada tipicamente alentejana pode escapar à atenção dos visitantes mais apressados, mas quem procura boa comida em Vila Nova de Milfontes dificilmente a desconhece. Não são poucos os que mesmo estando alojados noutras localidades mais distantes, em turismo rural, ouvem a sugestão de experimentar a Tasca do Celso. O grande desafio ao jantar é conseguir uma mesa, se não se acautelou reserva, que o espaço, acolhedor, não é grande. Mas agora a espera entretém-se na área contígua, no Zé Tapas, o bar de vinhos e petiscos que comunica com o restaurante. E tem identidade própria, podendo ser procurado fora do pico das refeições. Identidade, aliás, é um conceito apropriado para se contar a história da Tasca do Celso. Mas isso fica para depois que a hora é de comida. Na parede, uma ardósia exibe a ementa sugestiva. Nos pratos do dia despertam-nos a atenção a Feijoada de búzios e a Massinha de bacalhau, enquanto nas carnes destaca-se o Cordeiro na brasa.

A Cataplana de carne e o Bife a la plancha, líderes de preferências, já são velhos conhecidos de visitas anteriores e há que dar lugar a estreias. Todos os dias os pratos de peixe mudam, de acordo com a oferta do mercado, oferecendo a Tasca do Celso aquando da nossa visita a sugestiva Raia alimada, entre pregado, choco e robalo, além de Arroz de amêijoas.

Com o tempo a convidar a praia durante a tarde, o salmonete grelhado, acompanhado de legumes, revela-se o menu ideal. Ao lado, não se dê o caso de o paladar estranhar, o molho delicado - feito com o fígado do próprio salmonete - dá um toque de diferença no peixe fresquíssimo.

Antes é preciso resistir, resistir estoicamente, a não se ficar pelas entradas. Hoje há Ovas de sardinha, Salada de búzios ou de polvo, Mexilhões à espanhola, Linguiça com ovos, amêijoas, Pimentinho assado…

2009-08-12
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida