Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 18
ver todos

Restaurante O Arado

de 18
ver todos

O Restaurante Espelho do Mar está situado junto ao Santuário de Nossa Senhora da Visitação, oferecendo uma vista panorâmica sobre Montemor.. Apresenta decoração típica e pratos tradicionais alentejanos.

Ambiente e decoração: Ambiente familiar e decoração com objetos tradicionais alentejanos
Especialidades: Sopa de cação, migas, secretos de porco preto.
Estacionamento: Sim
Tipo de Restaurante: Portuguesa
Morada: Rua de Nossa Srª da Visitação Ermida de Nossa Srª da Visitação
Código Postal: 7050 265 MONTEMOR-O-NOVO
Tel: 266083671
E-mail: oaradorestaurante@gmail.com
Site: www.facebook.com/oarado
Distrito: Évora
Concelho: Montemor-o-Novo
Freguesia: Nossa Senhora do Bispo

Restaurante O Arado – Montemor-o-Novo


Provar o Alentejo até onde a vista alcança



No alto do monte de Nossa Senhora da Visitação, junto ao santuário com o mesmo nome, este restaurante também provoca autênticas romarias. Os fiéis do Arado vêm à procura da gastronomia típica e aproveitam para apreciar as vistas, com a cidade de Montemor-o-Novo e os campos da região em pano de fundo. Tanto Alentejo é um regalo para os olhos e para o paladar.

Tantas vezes Alberto Lopes desejou abrir um restaurante no monte de Nossa Senhora da Visitação que, assim que a oportunidade surgiu, agarrou-a com unhas e dentes. O proprietário do Arado sempre acreditou no potencial daquela localização, abençoada pelo santuário vizinho e, sobretudo, pelo cenário privilegiado que oferece no ponto mais alto. Além do casario e do castelo da cidade, em primeiro plano, as vistam alargam-se pelos campos em redor e chegam mesmo até ao Escoural, a mais de 15 quilómetros dali.

A este trunfo, Alberto juntou ainda a fórmula de sucesso dos outros dois restaurantes que teve em Montemor – o primeiro com o mesmo nome, o outro chamado Espelho do Mar –, ou seja, gastronomia alentejana servida em doses generosas e preços em conta. Assim acontece também desde julho de 2014, a data de abertura do novo Arado que, em menos de dois anos, já é uma das casas mais afamadas e concorridas do concelho. Vamos descobrir porquê.

Toureiros e ceifeiras numa casa alentejana

Os visitantes são recebidos numa ampla sala de espera com chão de tijoleira e o teto em madeira, decorada com cartazes de touradas e vários objetos castiços, como uma pipa de vinho ou potes em barro. A cozinha fica à esquerda, para lá do balcão, enquanto à direita estão duas divisões interiores, também com apontamentos rústicos mas em tons mais coloridos, utilizadas sobretudo para eventos. Isto porque a maioria dos clientes prefere ficar na sala de refeições principal para aproveitar a luz e as vistas que chegam através da grande superfície envidraçada que vai de uma ponta à outra do espaço.

Seja em que mesa for, os olhos prendem-se imediatamente no horizonte, com o castelo de Montemor (num monte oposto) e os campos à volta a saltarem à vista. Mas um olhar mais atento para o interior também revela pormenores curiosos da decoração, como pratos de olaria regional, fotos a preto e branco, utensílios agrícolas e adereços das ceifeiras, casos dos lenços ou dos talegos (sacos de pano com restos de tecidos). Se dúvidas houvesse, por aqui se percebe que esta é uma casa alentejana, com certeza.

Sabores da planície no alto do monte

Tal como a decoração, também a vasta ementa remete para o melhor e mais tradicional do Alentejo. Assim acontece, desde logo, nas entradas e petiscos, onde merecem destaque os queijos e enchidos da região, os cogumelos salteados ou com ovos mexidos, os torresmos e até umas inusitadas perninhas de rã (fritas ou panadas). A elas juntam-se ainda a sopa do dia, as saladas e os acompanhamentos extra.

Para os pratos principais há outras tantas propostas, por isso o mais difícil costuma ser escolher. Na secção do peixe encontramos muitas variedades de bacalhau, polvo e migas mas o prato mais afamado é talvez a sopa de cação. Nas carnes também há migas, tal como secretos ou plumas de porco preto, entre outras opções. Tudo com a mão de Alberto Lopes, o proprietário da casa, que não abdica de chefiar a cozinha. 

Os mariscos frescos, como as sapateiras ou as lagostas, também são um dos ex-líbris da casa, como sugere o aquário colocado junto à entrada da sala. Por fim, adocique a boca com uma fatia de pão de rala, sericaia ou fidalgo, por exemplo, orgulhosamente expostas numa montra. Quanto à carta de vinhos, prevalecem os néctares da região. O Alentejo, sempre o Alentejo, a prometer uma experiência (gastronómica e não só) tão autêntica quanto singular.


Restaurante O Arado
Morada: Rua de Nossa Srª da Visitação - Ermida de Nossa Srª da Visitação - Montemor-O-Novo
Telf.: 266 083 671
www.facebook.com/oarado

Distância do Porto: 330 km
Percurso recomendado: A1, A13, A6
Custo das portagens: 17,85€

Distância de Lisboa: 105 km
Percurso recomendado: A6
Custo das portagens: 7.00€


Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida