PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 66
ver todos
Ver
mapa

Restaurante Green Pepper

de 66
ver todos

Inaugurado em Janeiro de 2007, tem uma oferta de cozinha ovo-lacto-vegetariana com buffet de quentes e frios ao almoço ao jantar, e também alguns pratos à carta, incluindo massas frescas. Tem serviço de take-away.

Acessos: Metro: Sete Rios/Praça de Espanha
Dia(s) de Encerramento: Domingos, Feriados
Especialidades: Sopas e Saladas Diversas, Fusili com Legumes Salteados, Feijão Azuki com Couscous e Legumes Assados com Tomilho, Carbonara com Seitan, Macarrão Integral com Tofu e Legumes; Sobremesas: Brownie com Gelado, Cheesecake de Tofu, Tarte de Alfarroba, Torta de Cenoura com Mirtilhos;
Estacionamento: Não
Horário de Encerramento: 22:30
Lotação: 70
Necessidade de reserva: Aconselhável
Preço Médio: 15.00
Recomendado para grupos: Sim
Sanitários para Deficientes: Não
Serviços: Take Away, Ar condicionado,
Tipo de Restaurante: Vegetariana
Horário de Funcionamento: De segunda a sábado das 12:00 às 15:30 e das 19:30 às 22:30.
Morada: Avenida José Malhoa 14 Loja 2
Código Postal: 1070 158 LISBOA
Tel: 217260001
E-mail: luisbrito@greenpepper.com.pt
Site: www.facebook.com/restaurantegreenpepper
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Campolide

Green Pepper - Lisboa


Verd(e)deiramente saudável.


Paula Oliveira Silva

Abriu as portas em Janeiro de 2007 numa artéria em Lisboa mais conhecida pela tradição hoteleira que pela gastronómica, a Avenida José Malhoa. GreenPepper é o nome de um restaurante que quase passa despercebido no meio da malha urbana de prédios altos. Mas a cor verde da entrada denuncia-o. É contemporâneo na decoração e vegetariano na filosofia.

Quem cozinha por gosto não cansa

Apesar de jovem, Bruno Brito não é um novato nestas andanças pois já teve um restaurante vegetariano na capital. Nesta nova aventura é acompanhado pelo pai Diamantino com uma vasta experiência na área da restauração. Duas gerações unidas no mesmo conceito: a tendência natural de um caminho saudável.

Por isso ao GreenPepper não vem só quem segue uma alimentação ovo-lacto-vegetariana vem também quem gosta de conhecer uma cozinha imaginativa e visualmente atractiva. 

Pelas paredes, fotografias de cogumelos, alcachofras e outros que tais abrem o apetite e indiciam o conceito da casa que a cozinha defende: a importância dos vegetais na nossa alimentação.

Tantos olhos como barriga

Ao almoço e ao jantar há buffet. As sugestões mudam diariamente, o que faz com que seja difícil repetir as propostas mesmo para quem lá vai várias vezes por semana. Nestes dias comia-se Fusilli com legumes salteados, Feijão azuki (uma variedade japonesa) com cous-cous e legumes assados com tomilho.

Apenas 6.95 euros dão direito a meia dezena de pratos quentes, uma dúzia de frios e uma sopa. Ideal para quem tem tantos olhos quanto espaço na barriga. As sobremesas são pagas à parte, assim como as bebidas e o café que pode ser de soja, para ser diferente.

À noite, o preço do buffet é outro (€8.50) e mudam as sugestões. O serviço à carta só funciona aos jantares. Três entradas e quatro pratos é o que consta da ementa. Salada oriental com crepe de arroz com vinagrete de sésamo tostado sobre crocante de cereais pode ser um bom anúncio. Para principal um Arroz cremoso de espargos verdes e lima com folhado de seitan ou um Caril de abóbora e couve-flor com basmati de especiarias e chutney de manga.

A matriz é dada pelas receitas mediterrânicas mais algumas orientais adaptadas, onde o tofu e o seitan têm um papel de complemento à carne. Seitan que vai bem na carbonara, tofu que entra na confecção do macarrão integral com legumes, tudo massas frescas.

2007-03-21
Seja o primeiro a avaliar