Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

220º

de 1010
ver todos

Restaurante O Mercado

220º

de 1010
ver todos

Mesmo debaixo da Ponte 25 de Abril, fica o Mercado Rosa Agulhas, em Alcântara, que acolhe alguns espaços de restauração agradáveis e bem conseguidos. É o caso deste Mercado, instalado numa sala ampla, espaçosa, com um pé direito bastante alto e paredes de vidro que permitem a entrada da luz natural. A ementa oferece uma vasta escolha de pratos de peixe e carne, sobressaindo a frescura e a qualidade dos ingredientes.

Acessos: Junto ao Largo do Calvário.
Acessos para deficientes: Sim
Ambiente e decoração: Sala ampla, cheia de luz natural, com espaço suficiente entre as mesas, com chão de azulejos pretos e brancos. Do tecto pendem uns originais candeeiros metálicos. O conjunto resulta simples, agradável e imaginativo.
Bar/Sala de espera: Bar
Dia(s) de Encerramento: Domingos (Jantares), Segundas
Especialidades: Peixe: Arroz de marisco; Jaquinzinhos com arroz malandrinho; Linguadinhos fritos; Peixe grelhado no carvão. Carne: Arroz de pato; Picanha; Costeletas de borrego; Bife à cortador; Escalopes de vitela com cogumelos. Doces: Pudim de pão.
Estacionamento: Sim
Horário de Encerramento: 00:00
Lotação: 130
Necessidade de reserva: Não é necessário
Período de Férias: De 11 a 25 de Agosto.
Preço Médio: 15.00
Recomendado para grupos: Sim
Serviços: Ar condicionado; Parque de estacionamento.
Tipo de Restaurante: Regional, Portuguesa
Horário de Funcionamento: Das 07:00 às 00:00.
Morada: Rua Leão de Oliveira Mercado Rosa Agulhas, Loja 19
Código Postal: 1300 350 LISBOA
Tel: 213649113
E-mail: restauranteomercado@gmail.com
Site: www.facebook.com/Rest.OMercado
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Alcântara

Restaurante O Mercado - Lisboa


Quando se descobre um local que conjuga um ambiente agradável com boa comida e preços em conta, o melhor é guardar segredo. Fica só entre nós.


Céu Coutinho

O Mercado Rosa Agulhas, em Alcântara, mesmo debaixo da Ponte 25 de Abril, acolhe dois espaços de restauração que só pela localização e aspecto exterior dão nas vistas. Um deles é este Mercado (nome mais simples e apropriado seria difícil...) que se revelou uma excelente surpresa, provando ser mais do que uma casa com “bom ar”.

Mas começando pelo cenário, diga-se que o que nos espera é uma sala ampla, desafogada, com um pé direito bastante alto, e paredes envidraçadas, a permitir a entrada da luz natural. O chão encontra-se forrado a azulejos pretos e brancos e do tecto pendem uns originais candeeiros metálicos. O conjunto resulta simples e agradável, sendo de louvar o espaço suficiente entre as mesas, com bastante privacidade para os comensais, que não serão obrigados a escutar a conversa do vizinho. De assinalar também que tais “características técnicas" fazem desta casa um local de eleição para jantares de grupo. Feita a descrição do ambiente, o que nos propõe afinal este Mercado? De pouca variedade não nos podemos certamente queixar, já que a ementa é bastante generosa nas possibilidades de escolha, tanto no peixe como na carne, apostando sobretudo nos grelhados. A qualidade e frescura das matérias-primas é evidente. Antes de fazermos a nossa opção, vamos enganando a fome com uma saladinha de polvo, uns queijinhos secos acompanhados de broa de milho e as azeitonas da praxe, sempre a calhar. Após demorada consulta à lista, o nosso coração balança: nos peixes, um arroz de marisco, que se veio a confirmar gostoso e bem recheado, linguadinhos fritos no ponto ou peixe fresco simplesmente grelhado no carvão; no capítulo das carnes, a indecisão pode ser agravada, tantas e tão apetecíveis são as alternativas. A picanha grelhada vem muito bem servida, com batatas fritas, arroz e feijão preto, numa dose quase suficiente para ser partilhada e o mesmo se aplica às costeletas de novilho. Mas entre o arrozinho de pato, o bife à cortador ou as costeletas de borrego que ficaram por provar, fica o desejo de voltar mais vezes.

Informação Detalhada

2003-06-03
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida