PORTUGAL FAZ-LHE BEM

World Press Photo 2019

Lisboa

Exposição

O Melhor Fotojornalismo do Mundo

O melhor do fotojornalismo mundial está de volta a Lisboa. Já pode visitar o Museu de História Natural e da Ciência, no Príncipe Real, para assistir ao World Press Photo 2019, até dia 19 de maio.

A maior exposição de fotojornalismo do mundo chega à capital numa parceria entre a revista Visão e a Galp e celebra 18 anos desde que começou a ser exibida em Portugal. O concurso World Press Photo foi criado em 1955, pela organização homónima e sem fins lucrativos, para premiar anualmente fotografias que dão a conhecer ao público questões e momentos cruciais e fraturantes que marcam a atualidade em todo o mundo e que têm consequências a nível global.

78.801 fotografias foram analisadas, enviadas por 4.738 fotógrafos de 129 nacionalidades. Daqui saíram as vencedoras que estarão então expostas no Príncipe Real: 140 fotografias, de 43 fotógrafos nomeados, vindos de 25 países.
A entrada para o World Press Photo tem um custo de 4 euros e pode ser visitada de quinta a domingo (feriados incluídos) entre as 10h e as 20h. Os estudantes e seniores pagam metade do valor.
 
Workshops e Conversas

Além da exposição, haverá também várias conversas, workshops de fotografia e rallies fotográficos com entrada livre caso vá assistir ao evento principal. Estarão presentes fotógrafos de renome como Mário Cruz que, este ano, ganhou pela segunda vez um prémio no World Press Photo; Nuno Sá, especialista em fotografia marinha selvagem; Arlindo Camacho, Luis Barra e Diana Tinoco, que são três fotojornalistas da revista Visão; e Gonçalo Santos, fotógrafo especialista em retratos e lifestyle.

Estes encontros vão acontecer ao fim de semana. Aos sábados das 15h30 às 18h haverá debates e aulas práticas sobre fotografia tradicional e aos domingos, à mesma hora, workshops didáticos sobre fotografia digital de telemóvel.

A Galp, que é o patrocinador principal do evento, terá também uma exposição – O Mar que nos Une – onde apresenta um projeto de fotojornalismo com seis fotógrafos que vão trazer trabalhos de seis regiões diferentes do planeta: Portugal Continental, Açores, Espanha, Brasil, Moçambique e São Tomé e Príncipe. Aqui serão expostas imagens que “trazem para o debate o tema da proteção e sustentabilidade dos oceanos e da sua relação com as comunidades locais”, informa a revista Visão no seu site.

Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida