PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Restaurante UQ - Lisboa

O UQ foi galardoado com o prémio de “Melhor degustação” na edição 2015 do Campolide à la Carte, iniciativa que reuniu alguns dos mais conhecidos restaurantes desta freguesia lisboeta. Para confirmar estes créditos nada melhor que conhecê-lo.
O pudim abade de Priscos com pêra rocha glaceada e telha de citrinos é uma das tentações da carta de sobremesas.
O Polvo do Sado cozido em Moscatel de Setúbal com esmagada de batatas é um dos pratos mais pedidos da secção dos peixes. Mas também não falta, por exemplo, um bom bacalhau com todos ou uma garoupa escalfada com xarém de bivalves.
São muitos os pratos que propõem uma viagem pelos sabores portugueses, caso da morcela assada com maçã de Alcobaça em três texturas e pó de azeite.
Situado no piso térreo do Hotel Skyna, em Lisboa (Rua de Artilharia 1, nº 112), o Restaurante UQ deve o nome a uma expressão angolana que significa “tudo bem” ou “tudo porreiro”.
Com capacidade para 52 pessoas, o UQ apresenta um espaço sóbrio e elegante que cruza cores neutras com outras mais quentes.
Também utilizado como área de pequenos-almoços, o UQ tanto serve refeições aos hóspedes do hotel como a visitantes que desejem apenas almoçar ou jantar.
A cozinha aberta do UQ convida os clientes a observarem a confeção das refeições e a confirmarem o cuidado com a higiene do espaço e a frescura dos alimentos.
À frente da cozinha está o chef Bruno Fradeira, jovem transmontano de Vila Pouca de Aguiar (25 anos) que, antes de chegar ao Skyna, passou por outros hotéis da região como o Casino de Chaves ou o Vidago Palace
Na carta de outono/inverno, o chef Bruno Fradeira foi buscar inpiração à região de Trás-os-Montes, como revela o lombo de veado sobre grelos salteados, batata recheada com cogumelos e jus de amora.