PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Montebelo Aguieira Lake Resort & Spa – Mortágua

Dias perfeitos à beira lago

A Barragem da Aguieira dá nome mas também beleza e inspiração a este resort de cinco estrelas entre Coimbra e Viseu. Enquadrado por uma paisagem única, tanto convida a sopas e descanso como a momentos de lazer e diversão, sobretudo para férias em família. Na terra ou em água há espaço e atividades para todos, como mergulhos na piscina, passeios de barco, experiências gastronómicas e muito mais. No final da estadia vai querer uma villa só para si...

O caminho que nos leva entre Coimbra a Viseu até ao Montebelo Aguieira (via IP3) não é dado a grandes distrações, mas é impossível deixar de reparar na beleza do rio – o Mondego – que acompanha boa parte do percurso. Primeiro espreitando entre escarpas, depois espraiando-se debaixo do viaduto que liga as duas margens e por fim revelando toda a sua grandiosidade, já em plena barragem.

É este o cenário que nos recebe á chegada (melhor cartão de visita seria impossível) e que há de manter-se omnipresente durante toda a estadia, ou não estivesse o resort estrategicamente localizado num monte sobranceiro ao grande lago. Inaugurado em 2009, começou por ser um projeto apenas destinado à habitação, mas rapidamente juntou o turismo e o lazer ao conceito inicial, permitindo que todos possam desfrutar deste espaço único, nem que seja uma vez na vida.

De férias… em casa

Distribuído por uma área de 35 hectares, o aldeamento é composto por 152 habitações (a maioria para turismo), entre apartamentos T1 e T2, moradias T3 em banda e villas T4, todas com cozinha equipada e garagem. Em comum têm também o conforto, as áreas generosas e a decoração sóbria e clássica. Já as villas, com uma arquitetura mais marcante, têm direito a uma piscina privativa cujos jardins são autênticos miradouros para a barragem e floresta envolvente. Um cenário deslumbrante que se prolonga para o interior dos alojamentos, sobretudo a sala de estar e alguns quartos, onde o espelho de água nunca deixa de estar no horizonte.

Privilegiadas são também as vistas a partir do edifício principal do resort, que acolhe a maioria dos serviços, a começar pela receção e pelo restaurante, situados no piso térreo. Descendo as escadas, chegamos a uma grande sala comum (com bar, televisão e bilhar) e junto a ela o kids club, a sala de pequenos almoços e um salão para eventos. O espaço fica completo com o ginásio, o SPA (que oferece uma lista variada de cuidados e tratamentos) e as piscinas interiores, uma das áreas mais procurados durante o inverno.

Quando o calor começa a aparecer os jardins tornam-se o local de eleição dos hóspedes, em grande parte graças às piscinas exteriores, uma delas com um bar dentro de água que faz lembrar os resorts das Caraíbas. A dois passos dali, encontramos ainda os jogos de água, o minigolfe e o parque infantil, além de muito espaço livre para passeios e caminhadas. Tudo junto faz as delícias de adultos e crianças que, mesmo durante as estadias mais prolongadas, não precisam de sair do resort para estarem sempre ocupados. Uma coisa é certa, a animação está garantida a qualquer hora do dia e a qualquer dia do ano.

Sabores e vistas irrepetíveis

O restaurante é outra das joias da coroa do resort, não só pelo cenário que oferece, um misto entre o azul do lago e o verde da floresta, mas também pela gastronomia apurada que faz lembrar a comida da avó. Agradeça-se à chefe Eva Correia, uma das cozinheiras mais antigas do grupo Montebelo que agora dá a provar a sua arte à beira lago. Não é por acaso que a ementa tem uma secção exclusivamente dedicada à comida caseira, como o arroz de cabrito com castanhas e cogumelos, o arroz rico de peixes, a cabidela de galo ou o arroz de bacalhau com grelos.

A estes pratos juntam-se outros pitéus, muitos deles de inspiração regional, como as mini pataniscas de bacalhau ou o folhado de alheira que saltam à vista na lista de entradas. Entre as carnes, o destaque vai para os miminhos de vitela com arroz de feijão e couves, enquanto os apreciadores de peixe hão de gostar, por exemplo, do polvo em broa frita e pimentos em esmagada de batata. Para os mais novos, o Guilas (a mascote do resort) também tem algumas sugestões, como os douradinhos com arroz de cenoura. Nota final para a lista de vinhos, onde sobressaem os néctares do Dão, e para as sobremesas que têm uma gulodice imperdível: o creme brulê em estaladiço de mil folhas. Uma semana depois de o provarmos ainda nos deixa água na boca. Por falar em água, a barragem lá em baixo também chama por nós. Vamos conhecê-la.

Emoção (ou descanso) em estado líquido

Qualquer estadia no resort só fica verdadeiramente completa com uma ida à marina. O passeio já vale a pena mas há muito mais para fazer, como canoagem, aulas de windsurf, esqui aquático, vela ou até mergulho. Não é por acaso que ali funciona um dos melhores centros de estágio do mundo para canoagem, elogiado por seleções dos quatro cantos do mundo. Quando o visitámos cruzamo-nos, por exemplo, com o campeão da Europa de canoagem (K1), o português Fernando Pimenta, mas também com vários atletas da Coreia do Sul que viajaram milhares de quilómetros para treinarem e ficarem alojados neste recanto de Portugal.

É por isso que o Montebelo Aguieira oferece o melhor de dois mundos: tanto agrada a desportistas de alta competição e amantes do desporto como a atletas de… esplanada e espreguiçadeira. Para estes também há um recorde à espera de ser batido: o de melhor escapadinha (ou férias) de sempre. Aceitam-se candidatos.

Nelson Jerónimo Rodrigues

Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida