PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Descobrir Nisa

A bordar História(s)

Barros e bordados, castelos e capelas, monumentos megalíticos e termas. Tire um dia para passear por Nisa. No caso de se esquecer da merenda, não se preocupe; está no sítio certo para se entregar ao prazer do pão alentejano e do queijo da terra.

Nisa, Montalvão, Arêz e Amieira do Tejo, são estas as quatro paragens que propomos. Com excepção da Amieira, todas têm nomes inspirados em cidades do Sul de França: Nisa de Nova Nice, Arêz de Arles e Montalvão de Montauban. Isto porque as localidades foram povoadas com e por colonos franceses em tempos de D. Sancho I.

Em Nisa não se dá ponto sem nó

Comece pela vila que dá nome ao concelho. Terra de templários, ainda ostenta as cruzes da ordem nas paredes das casas da vila.

Mas os portugueses reconhecem-lhe o nome Nisa por outras (boas) quatro razões: os bordados, os barros, o queijo e as águas termais.

Do castelo de Nisa, resta hoje o pano de muralhas a envolver o centro histórico. Assim que passar a Porta da Vila, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Graça dá-lhe as boas-vindas. Se subir à torre que fica junto à porta, pode avistar o caminho que tem pela frente.

Andreia Melo 2009-11-12

Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida