Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Pastéis de Nata ou Pastéis de Belém

Em 1837, próximo ao Mosteiro dos Jerónimos, os clérigos do mosteiro puseram à venda numa loja pastéis de nata que rapidamente se tornarm num êxito. Desde então os pastéis de Belém fazem as delícias de gerações de gulosos. Hoje são já um ícone lisboeta. E embora haja pastéis de nata à venda em qualquer pastelaria do país, é em Belém que eles movem multidões.

Dicas para a confecção: Igredientes para a massa folhada: 500 gr. de farinha, 500 gr. de margarina para folhados, 2 a 3 dl de água e sal. Dissolva o sal em água morna e divida a margarina em 3 partes. Coloque a farinha num recipiente e faça uma cova no meio, deite aí a água. Amasse esta mistura e deixe descansar durante 20 monutos. De seguida estenda a massa em forma de quadrado. Barre a massa com uma terça parte da margarina, deixando apenas uma tira com a largura de 1 dedo em toda a volta do quadrado. Dobre a massa de baixo para cima e da esquerda para a direita. Estenda novamente a massa com a ajuda de um rolo. Barre de novo com o outro terço de margarina. Repita esta operação com a restante gordura. Estenda a massa o mais fina possível. Corte em tiras e enrole de modo a obter rolos compridos. Corte em bocados e forre as forminhas. Para o recheio misture os seguintes ingredientes: 5 dl de natas, 8 gemas, 2 colheres de chá de farinha, 200 gr. de açúcar e a casca de 1 limão. Leve esta mistura ao lume até levantar fervura. Retire do calor e quando estiver morno deite nas formas com a massa. Sirva polvilhados com açúcar e canela.
Enquadramento histórico: No início do século XIX, em Belém, junto ao Mosteiro dos Jerónimos, laborava uma refinaria de cana-de-açúcar associada a um pequeno local de comércio variado. Como consequência da revolução liberal ocorrida em 1820, são em 1834 encerrados todos os conventos de Portugal, expulsando o clero e os trabalhadores. Numa tentativa de sobrevivência, alguém do Mosteiro pôs à venda nessa loja uns doces pastéis, rapidamente designados por "Pastéis de Belém". Na época, a zona de Belém era distante da cidade de Lisboa e o percurso era assegurado por barcos a vapor. No entanto, a imponência do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém, atraíam os visitantes que depressa se habituaram a saborear os deliciosos pastéis originários do Mosteiro. Em 1837, inicia-se o fabrico dos "Pastéis de Belém", em instalações anexas à refinaria, segundo a antiga "receita secreta", oriunda do convento. Transmitida, e exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que fabricam artesanalmente na "Oficina do Segredo", este receita mantém-se igual até aos dias de hoje.
Época de Confecção: Todo o ano como especialidade
Título: Delícias lisbõetas
Morada: Rua de Belém
Código Postal: 1300 082 LISBOA
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Santa Maria de Belém
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida