PORTUGAL FAZ-LHE BEM
Ver
mapa

Luz Houses

Junto ao Santuário de Fátima, uma pequena aldeia com casas inspiradas na arquitetura tradicional dos séculos XIX e XX, abriu ao turismo em março de 2015. A aldeia está rodeada por um bosque onde, em noites límpidas, ecoam os cânticos do Santuário. Integra uma mercearia e loja de produtos tradicionais. À volta existem percursos pelo bosque e uma gruta natural transformada em espaço wellness para meditação, massagens ou tratamentos..

Localização: Campo
Nº de quartos: 14
Morada: Rua Principal 78
Código Postal: 2495 650 FÁTIMA
Tel: 249532275
E-mail: info@luzhouses.pt
Site: www.luzhouses.pt
Distrito: Santarém
Concelho: Ourém
Freguesia: Fátima

Luz Houses


Uma outra Fátima, entre afetos e memórias



A dois passos do Santuário, mas escondida por um bosque místico, nasceu uma aldeia de paz e recordações que revela Fátima como nunca a viu: rural, revivalista e longe de olhares curiosos. Um refúgio singular e aberto a todos os credos, para quem acredita no poder da Natureza e tem saudades da simplicidade do passado mas não resiste aos pecados dos tempos modernos. E é tão fácil cair em tentação…

Esqueça a Fátima das multidões, das lojas de velas e santinhos e dos hotéis com neones de todas as cores. No lugar de Moimento há um novo brilho que revela uma faceta desconhecida da cidade: as Luz Houses. Abertas desde abril de 2015, pouco ou nada têm a ver com os outros alojamentos da região (ou até do país) e tanto poderiam ser um Turismo no Espaço Rural (a classificação oficial) como um Hotel de Charme ou mesmo um Aldeamento Turístico. Pedro Silva e Ana Alves, os proprietários, chamam-lhe casa de amigos e rapidamente se percebe porquê.

Honra seja feita a este jovem casal de Fátima que pensou em todos os detalhes para proporcionar aos hóspedes uma estadia única e de coração aberto. Literalmente e desde o primeiro instante. Afinal, a entrada na propriedade é feita por um grande portão azul que junta as duas metades de um coração. Do lado de lá revela-se uma pequena aldeia construída entre azinheiras e escudada por um bosque onde, em dias límpidos, se ouvem os cânticos e o dobrar dos sinos do Santuário, a pouco mais de cinco minutos dali. Tão perto e ao mesmo tempo tão longe…

À luz do antigamente

O coração da aldeia é a Mãe Casa, um edifício cor de terra avermelhada e linhas modernas com dois grandes telhados (tipo chaminés), quase piramidais. Ao primeiro olhar fazem lembrar a Casa das Histórias, em Cascais, mas a inspiração da arquiteta Ana Alves (essa mesmo, a proprietária das Luz Houses) recuou bastante mais, até ao tempo (séculos XVIII/XIX) em que as coberturas das cisternas da região tinham esta forma. É lá que fica a receção, onde sobressai a frase “A Soul Experience” que dá o mote para os espaços comuns vizinhos.

Paredes meias, a sala de estar convida os hóspedes a demorarem-se pelos sofás, poltronas e pufes, umas vezes mais perto da lareira, outras do hosnety bar, onde cada um regista o que consome num caderninho retro, tipo “livro dos calotes” das antigas tabernas. Ali ao lado fica uma pequena mercearia, também ela revivalista, com inúmeros produtos regionais ou tradicionais que compõem o imaginário do século passado, como as mantas de Mira de Aire, as sobrinhas em chocolate da Regina ou os piões de madeira.

Seguem-se o cantinho dos namorados (dois bancos frente-a-frente com vista para a rua) e outro para fotografias, com o cenário já composto. É aqui que encontramos uma árvore da amizade onde os hóspedes penduram os corações em papel que receberam à chegada, mas agora com uma mensagem escrita pela própria mão. Daqui até à sala de refeições é só seguir o cheirinho a pão quente e a bolos caseiros que fazem as delícias ao pequeno-almoço. No mesmo espaço, uma área ampla e aconchegante com vistas para a mata, também se servem refeições ligeiras com um toque regional, como sopas, saladas ou tábuas de queijos e enchidos.

Casas de outros tempos com traços modernos

O alojamento está distribuído por 15 casas individuais, entre quartos, suites superiores (com kitchenette, sala de estar e lareira) e uma master suite, situada no primeiro piso da Mãe Casa, perfeita para as noites mais românticas. Algumas foram inspiradas nas antigas habitações de alpendre de lajes, as mais antigas e modestas de que há memória na região, outras nas casas de alpendre de pial (séculos XIX/XX) e as restantes nas casas dos anos 30 e 40 do século passado, já com janelas maiores e alpendres de colunas trabalhadas. Estão longe de ser reproduções exatas (ou não tivessem elas um traço moderno) mas não deixam de recuperar elementos e detalhes que marcaram a identidade de uma região.

No interior dos alojamentos, a tradição continua a prevalecer, por exemplo, nas camas tipo dossel ou nos bancos de três pés, embora conjugada com apontamentos mais contemporâneos, como o concreto (espécie de cimento afagado) que reveste o chão e algumas paredes. Em cada canto descobrem-se novos mimos: doces de antigamente (como os beijinhos de açúcar) em cima da mesa, quadros com frases inspiradoras ou uma manta de lã quentinha ao fundo da cama. Entre a decoração sobressai também um curioso papel de parede que ajuda a tornar o quarto num ninho acolhedor.

Ao conforto e ao requinte junta-se ainda uma grande preocupação com a sustentabilidade ambiental, que valeu a este alojamento a classificação máxima de eficiência energética (A+). Um cuidado que se revela nos painéis solares e na iluminação de baixo consumo mas também em pequenos detalhes, como a reutilização das cápsulas de café ou das tampas das garrafas de água. Em vez de deitadas ao lixo, são entregues a instituições sociais que fazem trabalhos com estes materiais.

Os outros segredos de Fátima

Além de mergulhos na piscina, o espaço exterior das Luz Houses tamb+em convida a longos passeios pela propriedade e pelo bosque em redor, prometendo muitas surpresas pelo caminho. E nem sequer nos referimos à carga mística deste lugar (também conhecido por Estrumeira da Conceição), tantas vezes percorrido pela irmã Lúcia. Falamos de outros segredos, a começar pela gruta (semi-natural) que se esconde entre a vegetação. Outrora espaço de tertúlias e confraternização, acolhe hoje um espaço wellness onde os hóspedes podem fazer, por exemplo, uma massagem, uma sessão de shiatsu ou uma terapia vibracional com taças tibetanas.

A dois passos dali fica uma cisterna secular e, mais longe, um curral de ovelhas que enche os mais pequenos de alegria. No outro canto do jardim, situa-se a ermida, espaço de paz e tranquilidade que faz lembrar uma capela mas está a aberto a todos os credos e religiões. E não necessariamente para rezar. Também pode ser utilizado em sessões de yoga ou meditação, reuniões de negócios ou mesmo uma pequena festa particular. Sinal de que nas Luz Houses são todos bem vindos: peregrinos ou viajantes de passagem, católicos ou ateus, introspetivos ou bons vivants. E uma ida a Fátima nunca mais será como antes.

Luz Houses - Fátima

Morada: Rua Principal nº 78, Moimento, 2495-650 Fátima
Tel.: 249 532 275

www.luzhouses.pt

Distância de Lisboa: 130 kms
Percurso recomendado: A1, N356
Custo das portagens:7,80€

Distância do Porto: 200 Kms
Percurso recomendado: A1, N356
Custo das portagens: 13,45€


Seja o primeiro a avaliar