Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Flamingo Motel

Moderno e arrojado, investe no minimalismo dos espaços amplos, das linhas direitas, da uniformidade das tonalidades e do uso das cores fortes em contraste com as cores neutras. Assim sobressai o culto pelo pormenor (pequenos apontamentos contemporâneos com um design original), assim se sublinha o requinte do motel. É precisamente no culto do pormenor que se encontra a alma (intimista) das várias salas e quartos.

Localização: Cidade/Vila
Morada: Rua Joaquim Alves da Silva 357
Código Postal: 4455 473 PERAFITA
Tel: 229965950
E-mail: geral@abcflamingo.pt
Site: www.abcflamingo.pt
Distrito: Porto
Concelho: Matosinhos
Freguesia: Perafita

Flamingo Motel


O primeiro motel de luxo do país.


Francisco Gomes

Liberte a sua fantasia com estilo. Nasceu em Matosinhos um motel com uma rara atenção aos pormenores e que promete impressionar nos momentos mais especiais.

Os motéis são dos locais mais honestos do planeta. Quem se dirige a um destes míticos alojamentos de estrada, discretos e convenientes, sabe sempre ao que vai. Não há equívoco possível. Nos hotéis, pousadas ou estalagens sempre se tem muito para fazer (spa’s, piscinas, lobbys, bares, ginásios, salas de jogos…), mas num motel, o objectivo é claro: momentos de intimidade, no recato da maior privacidade possível. Se até agora esta simplicidade de intenções foi responsável por alguma má imagem (pensa-se logo em “escapadelas” matrimoniais, camas de água e espelhos no tecto de gosto duvidoso) começam a aparecer sinais de sofisticação, elegância e imaginação neste mercado.

O Flamingo Motel, em Perafita, Matosinhos, promete mudar para sempre a ideia que se tem deste tipo de alojamento. Projectado por Manuel Vecoña, um arquitecto galego que se sente mais em casa no Porto do que em Madrid, o “Flamingo” é um reduto de luxo e sofisticação, com uma atenção não muito comum aos pormenores. Manuel Vecoña, também administrador da ABC Hotels, proprietária do “Flamingo”, sabe que os detalhes são tudo: são eles que podem transformar um momento vulgar em algo de memorável. É isto que pode justificar que, com um mês de abertura, o motel já tenha sido alvo da preferência de 15 casais para um ocasião tão especial como a noite de núpcias.

Quebrar o gelo

A localização do motel não podia ser mais estratégica: junto ao aeroporto Sá Carneiro, perto do Porto de Leixões e com a Exponor ali ao lado, o Flamingo está mesmo à mão para quem quer “descansar” convenientemente da viagem ou do trabalho. A nossa chegada foi de noite, mas poderia ter sido a qualquer hora, já que o motel está aberto as 24 horas do dia.

Assim que se vislumbra o edifício, tem-se logo a ideia de que chegámos a Miami. O néon rosado ilumina discretamente o nome do motel, num imaginário de alguns filmes americanos. De fora nada se vê a não ser o muro elegante e minimalista, e o caminho para o interior é sinalizado por luzes intermitentes no chão. Sentimo-nos a bordo de uma nave espacial, chegando ao hangar de um planeta novo e acolhedor.

Uma das características conhecidas dos motéis é a sua absoluta discrição, não sendo necessário o contacto com ninguém à chegada. Assim, é uma máquina que nos recebe junto à cancela, onde podemos escolher, com recurso a imagens disponíveis num ecrã, o tipo de quarto que pretendemos e o tempo que desejamos ficar.

Volta ao mundo em 40 suites

2007-11-14
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida