PORTUGAL FAZ-LHE BEM

13º

de 69
ver todos
Ver
mapa

Pizzeria Mezzogiorno

13º

de 69
ver todos

Aqui a cozinha italiana tem uma identidade, a do mezzogiorno italiano. A pizza bem napolitana, a mozzarella fresca e outros produtos típicos do sul de Itália saboreiam-se ao ritmo do clima de Lisboa: na placidez da ampla esplanada, na primavera e no verão, ou ao calor do forno a lenha, no Inverno.

Acessos: Fica situado num Pátio no Chiado. Metro: Baixa/Chiado. Eléctrico: 28
Acessos para deficientes: Não
Ambiente e decoração: Neste recanto do Chiado reconstruído por Siza Vieira, fogo e cinzas só os do forno e da lenha. Esplanada em pátio típico e íntimo e salas com decoração contemporânea, colorida e luminosa.Ambiente familiar, informal, intimista.
Bar/Sala de espera: Bar
Dia(s) de Encerramento: Domingos,
Especialidades: Pizza Bufalina; Mozzarella di Bufala Campana; Salsiccia Cilentana; Lasagne e Cannelloni;Tiramisú; Limoncello.
Estacionamento:
História: A Mezzogiorno Pizzeria surgiu em 2004 do encontro feliz entre dois italianos (do Mezzogiorno de Itália) e um português. No início de 2008, alargou o conceito e o espaço e passou a incluir um cocktail bar, o Intermezzo Cocktail Bar.
Horário de Encerramento: 23:00
Lotação: 70
Preço Médio: 15.00
Recomendado para grupos: Sim
Sanitários para Deficientes: Não
Serviços: Ar condicionado, Esplanada, Take-Away, Forno a lenha
Tipo de Restaurante: Pizzaria, Esplanada, Italiana
Horário de Funcionamento: Das 12:30 às 23:00.
Área para fumadores: Não Fumadores
Acessibilidade física: Lugares de estacionamento para pessoas com deficiência, Entrada e acesso à sala possível por pessoas em cadeira de rodas
Detalhe de acessibilidade física: A 50 m existem dois lugares de estacionamento reservados para deficientes na Rua Garrett e na Rua Ivens. A 150 e 200 m existem dois parques de estacionamento com lugares reservados para deficientes. Desde a entrada até à sala de refeição não existem obstáculos a utilizadores em cadeira de rodas.
Morada: Rua Garret 19
Código Postal: 1200 203 LISBOA
Tel: 213421500
E-mail: info@pizzeriamezzogiorno.com
Site: www.pizzeriamezzogiorno.com
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Mártires

Pizzeria Mezzogiorno - Lisboa


O Sul de Itália no Chiado.


Paula Oliveira Silva

Encontro imediato

Bom augúrio para um restaurante italiano em Lisboa seria os donos serem originários do país em forma de bota. Sérgio Cammarosano e Gianluca di Nicuolo são do sul de Itália.

Por uma série de circunstâncias que não vêm agora ao acaso, vieram parar estes dois camaradas a Lisboa. Uma amiga em comum apresentou-lhes António Rocha, português de gema mas que durante bons e largos anos foi professor em Itália. Estava este apaixonado pela gastronomia italiana desejoso de ter um espaço genuíno cá em Portugal. Foi com este novo impulso que se formou a sociedade.

O nome do restaurante, Mezzogiorno, não lembra só a hora a partir da qual os estômagos começam a reclamar. É ainda sinónimo da zona mais a sul de Itália, o equivalente ao nosso Alentejo e Algarve.

Gianluca, o cozinheiro de serviço, conhece bem da matéria. Não é só por culpa da nacionalidade, é também por causa do restaurante que dirigia na sua terra. Sublinhamos cozinheiro porque o pizzaolo é brasileiro mas com muita experiência a esticar e cozer massa. Ao fazer o caminho de regresso de Pedro Álvares Cabral, acabou por ficar, e já conta mais de 10 anos.

De Sapri ao Chiado num pulinho

Pizzas e pastas são baluartes da cozinha italiana e aqui não poderiam faltar. Porém, as pizzas de massa grossa, (mais no rebordo) tal e qual como se faz em Sapri, de onde são originários os dois italianos, têm o papel principal.

A localização, um pátio no Chiado, faz da esplanada algo só visto nesta zona de Lisboa. Também aqui se podem servir refeições e ficar tranquilamente a apreciar as vidas que correm depressa. Assim permita o tempo.

A sala do restaurante fica, porém, na cave. Sítio sombrio e escuro estará a pensar neste momento, mas não. A imaginação associou-se à criatividade e resultou o que se vê pelas fotografias. Uma atmosfera alegre com honras de cores fortes. Nas paredes, a preto e branco, fotografias do Carnaval de Nápoles e de pratos tradicionais como os que são servidos a esta mesa.

As mesas, falta este pequeno pormenor, estão juntas umas às outras. Só não há bancos corridos como a tradicional tasca portuguesa. Nada que nos soe a estranho.

2005-09-27
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida