PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 46
ver todos

Hotel do Caracol

de 46
ver todos
Acessos: A 22 km do Aeroporto. Via terrestre: ER1

Com localização privilegiada, o Hotel do Caracol situa-se na zona Poente de Angra do Heroísmo, cidade classificada como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO desde 1983. Perfeitamente enquadrado na Zona Balnear da Silveira e com acesso directo ao mar, este hotel proporciona a todos os seus hóspedes uma vista deslumbrante sobre o Oceano Atlântico. Dispõe de Bar e Restaurante, de Wellness Center (Centro de Bem-estar) com Spa, Talassoterapia, Fitness e Fisioterapia, equipado com Sauna, Banho Turco, Jacuzzi, Ginásio, Squash e Piscina interior aquecida e 2 piscinas exteriores (adultos e crianças) e também Centro de Mergulho 5 Estrelas PADI.

Categoria: 4 estrelas
Localização: Cidade/Vila Beira-mar
Nº de camas: 208
Nº de quartos: 100
Nº de suites: 17
Observações: O hotel dispõe de salas de congressos para banquetes. Organiza programas à medida do cliente.
Preço Época Alta: 119.00
Preço Época Baixa: 93.00
Acessibilidade de deficientes motores: Acessibilidade fácil
Morada: Estrada Regional 1 Silveira
Código Postal: 9700 193 ANGRA DO HEROÍSMO
Tel: 295402600
E-mail: dep.comercial@hoteldocaracol.com
Site: www.hoteldocaracol.com
Distrito: Ilha Terceira
Concelho: Angra do Heroísmo
Freguesia: São Pedro

Hotel do Caracol


Uma estrela pela localização, outra pela vista, uma terceira pela arquitectura e decoração e a última pelos serviços – são quatro, sim, senhor.


Ana Marta Ramos

O primeiro hotel de quatro estrelas da ilha Terceira ganhou esta corrida por pouco, uma vez que se lhe seguiu logo outro. Mas o Hotel do Caracol tem muitos trunfos de que se vangloriar. Está sobre o Atlântico, com o olhar no Monte Brasil e na baía de Angra do Heroísmo. Reparte-se por espaços agradáveis, bem adaptados às suas funções e impecavelmente decorados. Como se não bastasse, oferece ainda um vasto leque de serviços, pensado para proporcionar uma estadia agradável aos mais diversos hóspedes.

Mar a sério

Depois de um rápido e cordial check-in, numa recepção ampla e inundada de luz natural, sou conduzida ao quarto que, segundo me dizem, tem a melhor vista do hotel. De caminho posso ir apreciando a decoração estilizada, os diversos quadros contemporâneos que compõem as paredes e criam ambientes distintos, os tons de azul dominantes um pouco por todo o lado.

Chegada aos meus aposentos, aprecio de relance a composição moderna e muito confortável do espaço - mas é, sem dúvida, na janela que a minha atenção se prende. Verdade seja dita que, mais tarde, tive oportunidade de verificar que todos os quartos proporcionam vistas dignas de nota. Mas o meu merece o epíteto de “primus inter pares”. Tendo em conta que a varanda acompanha o extremo do edifício, não há obstáculos à minha frente. Vejo o Monte Brasil de um lado, a praia artificial da Silveira do outro, o perfil de Angra ao fundo, o miradouro em forma de caracol que deu o nome ao hotel, e o mar, quase solene. Um mar que domina a paisagem, em vez de ser apenas parte integrante desta. Chegada a hora de descansar, embala-me o som grave das suas insinuações junto das rochas, num eterno cortejar.

Um dia em grande

Ou dois, ou talvez até três, porque um dia não chega para experimentar todas as actividades que o Centro de Bem Estar do Hotel do Caracol tem para oferecer. Imagine o seguinte percurso: começamos por um banho turco para que o calor suave nos descontraia. Segue-se uma passagem pelo jacuzzi, onde deixaremos todas as tensões acumuladas. Para estimular o organismo, nada como um envolvimento tónico de algas, que desintoxica o corpo e repõe os minerais em falta no nosso corpo. Uma infusão calmante e a vista de qualquer uma das janelas do hotel é quanto basta para que nos sintamos leves, serenos e revitalizados. Mas há mais: sauna, pressoterapia, massagens, piscina aquecida, técnicas derivadas do Tai-Chi, tratamentos de adelgaçamento, exfoliação corporal, aulas de fitness, aparelhos de musculação, passeios pedestres... Tudo devidamente monitorizado por profissionais especializados, para que a coisa corra de feição.

2004-08-17
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida