PORTUGAL FAZ-LHE BEM

893º

de 2739
ver todos

Hot Clube de Portugal

893º

de 2739
ver todos

O mítico Hot Clube de Portugal nasceu na década de 1950, ligado à figura incontornável de Luiz Villas Boas. É um dos mais antigos clubes de jazz da Europa e é considerado de há uma década a esta parte por uma revista da especialidade, a DownBeat, como um dos 100 melhores do mundo. A famosa cave da Praça da Alegria, que já recebeu músicos de todas as partes do mundo, foi afectada por um incêndio que obrigou ao encerramento do clube durante dois anos. A reabertura deu-se a 21 de Dezembro de 2011, noutro edifício da mesma praça. A importância do Hot Clube já foi reconhecida e oficialmente galardoada com a atribuição de vários prémios, nomeadamente a declaração de Instituição de Utilidade Pública, Prémio Almada Negreiros (2001), Medalha de Mérito Cultural (2004) - ambos do Ministério da Cultura - e ainda a Medalha de Honra da Cidade (2005) atribuída pela câmara municipal. O Hot Clube é membro fundador da International Association of Schools of Jazz.

Dia(s) de Encerramento: Domingos, Segundas
Horário de Funcionamento: Das 22:00 às 02:00.
Observações: É possível fumar no pátio nas traseiras. Parque de estacionamento do Parque Mayer é o mais perto.
Comidas / Petiscos: Só bebidas. A exceção vai para a tosta mista.
Tipo de Música: Jazz
Música ao Vivo: Sim, Jazz
Área para fumadores: Não Fumadores
Morada: Praça da Alegria 48
Código Postal: 1250 004 LISBOA
Tel: 213460305
E-mail: hcp@hotclubedeportugal.org
Site: hcp.pt
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: São José

Hot Club de Portugal – Lisboa


A casa “quente” do jazz


Paula Oliveira Silva

Em 2009, um fogo acabou com a cave do número 39 da Praça da Alegria e fechou um clube com mais de seis décadas. Mas em apenas dois anos, o jazz voltou a ouvir-se naquelas bandas, num prédio alguns números acima. E o acaso bateu certo, afinal a porta 48 até faz alusão ao ano em que tudo começou…

Às 22 horas em ponto a porta abre-se e o espaço vai-se compondo. Os habitués são os primeiros. Há turistas, vindos sabe-se lá de onde, casais apaixonados, músicos e estudantes de música. O que une toda esta gente é o gosto pelo jazz. 

As mesas vão recebendo essencialmente bebidas (água 1€, cerveja 2.50€, gin 5€), a exceção fica por conta da tosta mista (3€). A carta é curta e não há serviço de mesa. É que o Hot Club não é um bar, é um espaço de divulgação do jazz que por acaso tem um bar e isso faz toda a diferença. A tónica está na música e nos músicos e por isso este novo Hot Club até camarins tem.

O projeto leva o traço dos irmãos e arquitetos Manuel e Francisco Aires Mateus. Quem vai pela primeira vez não passa sem explorar o espaço: o pátio traseiro com mesas - único local onde é permitido fumar -, as paredes cinzentas que acolhem icónicos posters de antigos festivais de jazz dos anos 70 e fotografias de velhas glórias que passaram pelo antigo Hot. Falamos de Dexter Gordon, Louis Armstrong, Quincy Jones e Sidney Bechet, entre tantos outros. A fama vem de longe e a conceituada revista norte-americana de jazz, a Down Beat, de há uma década a esta parte, considera o Hot um dos melhores 100 clubes de jazz do mundo.

Acendem-se as luzes do palco e as conversas diminuem automaticamente de volume. Não é solenidade, é respeito. Hoje é dia de Jorge Reis Quinteto. Bateria, contrabaixo, vibrafone, saxofone e trombone são os instrumentos que fazem música. Um velho conhecido da casa vai marcando o ritmo das palmas, seja quando entra vigoroso o trombone ou quando o vibrafone faz um solo. Toda a gente segue o exemplo. Aqui só se ouve jazz e por noite há sempre duas sessões, uma às 22h30, outra à meia-noite.

O espírito de Luiz Villas-Boas

A Grande Música Negra (Great Black Music) surgiu tímida em Portugal, em 1945, sob o ouvido desconfiado da censura. Uma tertúlia de amigos composta por Luiz Villas-Boas, Gérard Castello-Lopes e os irmãos Augusto e Ivo Mayer juntava-se em casa dos irmãos Sangareau para ouvir, trocar discos e partilhar opiniões.

2013-05-01
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida