Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 12
ver todos

Torre de Belém

de 12
ver todos

Torre defensiva do Tejo, ganhou decoração e prestígio que fizeram dela Património Mundial e um dos símbolos de Lisboa.
Símbolo da expansão portuguesa, aliava a função militar, de defesa da barra do Tejo, ao decorativismo escultórico manuelino, ligado aos temas dos Descobrimentos. Um dos motivos naturalistas mais interessantes é um rinoceronte esculpido, o primeiro representado em pedra na Europa, que celebra a vinda do primeiro destes animais para a Europa, durante o reinado de D. Manuel I. Paradigma de uma Lisboa entendida como plataforma cultural entre o velho e os novos mundos, grande parte da sua actual fisionomia foi idealizada dentro do espírito romântico e revivalista do século XIX. Em 1997 e 1998, foi alvo de um projecto de restauro distinguido com o prestigiado Prémio Europa Nostra.

Observações: Serviços: Loja e Serviço Educativo.Encerra nos Feriados de 1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 de Maio e 25 de Dezembro.Monumento pertencente à DGPC - Direcção-Geral do Património Cultural
Título: Símbolo de Lisboa
Morada: Avenida Brasília
Código Postal: 1400 038 LISBOA
Tel: 213620034
E-mail: torrebelem@mosteirojeronimos.pt
Site: www.mosteirojeronimos.pt/index_torre.html
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Santa Maria de Belém

EXPERIÊNCIA #1 - Torre de Belém


Sentinela do Tejo



"O ritmo desta decoração arquitectural (...) é uma obra prima de concepção e gosto, não igualada na arquitectura civil e militar da época." Raul Proença, escritor.

A elegância desta torre e a delicadeza da sua decoração manuelina fascinam os visitantes de Lisboa. Custa a crer que semelhante edifício pudesse ter sido construído para a guerra. Mas a verdade é que assim foi e esta fortaleza ribeirinha exemplifica a transição do castelo medieval para a fortificação abaluartada, adaptada ao uso da artilharia. Isso está bem expresso nos dois corpos que a compõem: uma torre alta, pouco diferente da dos castelos medievos, adossada a um corpo poligonal baixo e com aberturas para o fogo das peças.
D. João II imaginou esta torre como peça de um plano geral de defesa da barra do Tejo, devendo ser capaz de cruzar fogos com a da Caparica, construída na margem esquerda do Tejo. A construção ter-se-á iniciado já no reinado de D. Manuel, sendo atribuída a um dos maiores arquitectos militares da época, Francisco de Arruda, que desenhara fortalezas lusas na costa marroquina.
É como uma nau de pedra, evocativa das que daqui partiram para «dar novos mundo ao mundo». Ao subir aos varandins ou ao terraço da torre é fácil deixarmo-nos levar pela imaginação e sentirmo-nos a viajar no espaço e no tempo. Património da Humanidade, é dos monumentos mais visitados de Lisboa.

Curiosidades

Decoração manuelina – A decoração é essencialmente exterior. São as cordas esculpidas em pedra, as galerias abertas e as guaritas rematadas por cúpulas. As ameias, em forma de escudo, são decoradas com a Cruz da Ordem de Cristo. Cada fachada tem sua decoração, sendo a mais rica a voltada ao mar.

Intervenções sucessivas – A torre ganhou o seu aspecto actual, de monumento turístico, devido a obras realizadas no século XIX, bem como para a Exposição do Mundo Português, em 1940. Fotografias do princípio do século XX mostram-na parcialmente encoberta pelos cais aqui existentes, de onde era descarregado o carvão para a vizinha Central Tejo, agora Museu da Electricidade. Outra coisa também patente nas representações mais antigas deste monumento é que estava numa pequena ilha, mais afastado de terra do que actualmente.

Evolução defensiva – Quando a solução arquitectónica expressa na Torre de Belém se começou a mostrar tecnologicamente obsoleta, outro tipo de fortificação costeira surgiu. É o caso do Forte do Bom Sucesso, imediatamente a montante que integrou o sistema de defesa do porto de Lisboa, entre finais do século XVIII e a II Guerra Mundial. Alberga, actualmente, um interessante museu militar e o Monumento aos Combatentes.

Passeio ribeirinho – Entre a Torre de Belém, o Forte do Bom Sucesso e o Padrão dos Descobrimentos há uma sucessão de relvados e passeios pedonais que possibilitam agradáveis passeios à beira-rio, na vizinhança de alguns dos principais edifícios e monumentos da zona ocidental da cidade, desde os Jerónimos, ao Centro Cultural de Belém, Museu dos Coches, Museu de Marinha, Planetário, etc. 

INFORMAÇÕES
De transporte público chega-se facilmente a Belém seja pelos comboios do Cais do Sodré, na estação de Belém, seja pelo eléctrico 15, a partir da Praça da Figueira ou Terreiro do Paço.
Torre de Belém/Mosteiro dos Jerónimos (IGESPAR)
Tel. 213 620 034
www.mosteirojeronimos.pt  
Forte do Bom Sucesso
Tel. 213 240 277

 

CONHEÇA AQUI AS 100 EXPERIÊNCIAS PARA VIVER EM PORTUGAL ANTES DE MORRER


100 EXPERIÊNCIAS PARA VIVER EM PORTUGAL ANTES DE MORRER


Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida