Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 14
ver todos

Oceanário de Lisboa

de 14
ver todos

Uma verdadeira aventura pelo mundo marinho é o mínimo que se pode esperar de uma visita ao maior Oceanário da Europa. Conta com mais de 16.000 animais e plantas de mais de 450 espécies, inseridos em ecossistemas naturais, proporcionando uma experiência de inigualável beleza.
O Oceanário é da autoria do arquitecto norte-americano Peter Chermayeff e foi durante a Expo`98 o Pavilhão dos Oceanos, construído para transmitir a principal mensagem desta Exposição Mundial: "Os Oceanos, Um Património do Futuro". Possui um gigantesco aquário central com elementos representativos da fauna que se encontra no mar alto, desde cardumes de sardinhas a tubarões, entre centenas de espécies, representando quatro habitats diferentes: Pacífico, Antárctico, Atlântico Norte e Índico Tropical. Apresenta ainda quatro aquários mais pequenos onde podemos viajar pelos cinco continentes, sentir os odores, ver as diferentes espécies, estar em contacto com diferentes realidades.

Acessos: Autocarros:5, 10, 19, 21, 25, 28, 44, 50, 68, 208 e 210; Metro: Oriente
Dia(s) de Encerramento: Não encerra
Horário de Funcionamento: Verão: das 10:00 às 19:00. Inverno: das 10:00 às 18:00. (a mudança de horário coincide com a mudança oficial de hora)
Observações: Dos 0 aos 3 entrada grátis. Dos 4- 12 anos: 11 euros. Dos 13-64 anos: 17 euros e +65 anos: 11 euros.
Serviços: Café/Bar, Lojas, Restaurante, Visitas guiadas
Período de funcionamento: Todo o ano.Dia 25 de Dezembro abre das 13.00 às 18.00.Dia de Ano Novo abre das 12.00 às 18.00.
Título: O mar ali tão perto
Morada: Doca dos Olivais Esplanada Dom Carlos I - Parque das Nações
Código Postal: 1990 005 LISBOA
Tel: 218917000
E-mail: info@oceanario.pt
Site: www.oceanario.pt
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Santa Maria dos Olivais

Oceanário de Lisboa


Vinte mil (ou mais) léguas submarinas no Parque das Nações


Andreia Melo

Na semana em que se celebraram os oceanos, fomos descobrir o que neles se passa. Para isso mergulhámos nas profundezas do Oceanário...

O Oceanário de Lisboa foi criado em 1998, no âmbito da Exposição Internacional de Lisboa, cujo tema foi Os Oceanos, um Património para o Futuro, mas até hoje que o edifício de frente para o Tejo, em pleno Parque das Nações, dá que falar.

Todos os anos recebe um milhão de pessoas, foi o primeiro Aquário público da Europa a receber Certificações de Qualidade 9001, 14001 e EMAS, ganhou o Prémio Internacional de Ciência Chiaja na Europa e nem o Prémio EMAS (Eco-Management and Audit Scheme) lhe escapou... O porquê? É que aqui pode ficar a saber alguns dos segredos que os oceanos têm...

Visitas que metem água

A exposição permanente do oceanário divide-se em quatro habitats distintos: Atlântico, Antárctico, Pacífico temperado e Índico. Estes estão interligados por um aquário central.

Os quatro habitats podem ser vistos de várias perspectivas. Todos eles estão representados nos dois pisos do edifício. No piso terrestre, vemos a superfície. No piso inferior, vemos as profundezas do tanque. Simples, não é?

Há pinguins no Antárctico, lontras marinhas no Pacífico temperado, corais no Índico e aves nidificadoras no Atlântico. No aquário central encontra várias espécies com tolerância às mudanças de temperaturas: tubarões, raias, garoupas, charéus e até uns quantos peixe-lua, talvez os mais exóticos...

2009-06-09
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida