Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 18
ver todos

Mercado do Bolhão

de 18
ver todos

Mercado emblemático da cidade do Porto, foi criado em 1850 num belo edifício em estilo neoclássico, exemplar da arquitectura civil comercial. Situa-se no coração da Baixa, entre a Rua Sá da Bandeira e a de Santa Catarina, ocupando um quarteirão inteiro. Apesar da nacessidade de obras de renovação é um local vivo, animado e castiço, cheio de vozes, aromas e cores. Classificado como Monumento de Interesse Público em 2013.

Data e Periodicidade: De Segunda a Sexta-feira das 08:00 às 17:00; Sábado das 08:00 às 13:00.
Observações: Encerrado para obras até 2020.
Título: Mercado vivo e animado
Morada: Rua Sá da Bandeira
Código Postal: 4000 PORTO
Tel: 223326024
Distrito: Porto
Concelho: Porto

No mercado do pregão


Uma visita ao mais pitoresco viver portuense.


Andreia Fernandes Silva

“Vai um quilinho de clementinas?”, diz uma voz calorosa no meio das caixas de fruta do Mercado do Bolhão, no Porto.

Por ali, vendedoras de meias grossas e xaile aconchegado ao pescoço continuam a ser o maior atractivo do ponto de venda mais genuíno da cidade. Por entre o cheiro a flores, hortaliça ou peixe, barulhos vários misturam-se com o corrupio de gente que diariamente o atravessa, nem que seja o turista para mais uma fotografia. Sem o brilho dos tempos áureos, o aspecto nostálgico continua a ser interrompido pela irreverência dos pregões. Situado na freguesia de Santo Ildefonso, a pouca distância da comercial Santa Catarina e construído no início do século passado numa zona onde existia uma bolha grande de água que, no linguajar da Invicta rapidamente se transformou em “bolhão”, o edifício ocupa um quarteirão de respeito.

Agora, este símbolo por excelência do verdadeiro sentir tripeiro, tal como se conhece, pode estar em vias de desaparecer com o novo projecto de reabilitação que, no entender de muitos, pode mudar por completo a mística que lhe está associada. A Câmara do Porto deu início ao projecto de construção do mercado em 1837 mas só em 1850 é que se começam a edificar barracas de venda. Excelente exemplar da arquitectura civil comercial, o edifício, em estilo neoclássico tardio, em linhas rectas e de aspecto sólido, com direito a imponentes torreões nas esquinas, foi construído com um pátio aberto no meio, um chafariz com quatro bicas, uma galeria coberta e frondosas escadarias que permitiam a circulação pelos três pisos. Se não conhece este mercado, não deixe de o visitar pelo menos enquanto a tradição, ainda é o que era.

2008-01-23
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida