Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 58
ver todos

Bar da Praia

de 58
ver todos

Abriu em maio de 2014 na praia de Odeceixe e serve petiscos ibéricos. Coisas frescas a combinar com pequeno-almoço tardio ou já a fazer as vezes de brunch. Este é também sítio de apreciar um bom vinho, bem acompanhado de queijo, presunto ou das inúmeras opções de boas conservas disponíveis. Mas pode sentar-se só a beber um copo - há paisagens que merecem um brinde.

Dia(s) de Encerramento: Não encerra
Observações: De inverno abre apenas com marcação.
Horário de Funcionamento: Das 12:00 às 00:00.
Morada: Rua do Posto
Código Postal: 8670 325 ODECEIXE
Tel: 282947228
E-mail: bardapraiaodeceixe@gmail.com
Site: www.facebook.com/bardapraiaodeceixe
Distrito: Faro
Concelho: Aljezur
Freguesia: Odeceixe

Bar da Praia — Odeceixe


Celebrar a paisagem


Alda Rocha

O nome não deixa dúvidas da descontração que nos espera, nas refeições mas também muito em coisas sem hora marcada. Rio, mar, falésia… há sítios que merecem um copo de vinho em jeito de celebração, enquanto desfiamos conversa ou simplesmente nos quedamos rendidos. 

A localização não é das mais evidentes, mas até isso parece de feição ao espírito do lugar. Os donos, dois espanhóis em pausa da vida agitada de Madrid, decidiram instalar-se na zona de Odeceixe. Mas já lá vamos ao que os traz por cá, agora é hora de falar do Bar da Praia.

Quem desce para o areal pelo lado do rio terá de reparar no grande quadro de ardósia, a meia encosta, interpelando quem passa. Ou talvez fique intrigado, mesmo à distância, com as franjas dos guarda-sóis azul-turquesa que ondulam com a brisa. Ao longe, pouco se destaca da fachada branca, intencionalmente. Ao seu jeito, querem fazer parte do lugar, respeitando-o, sem placas estridentes.

É como se deste modo prestassem tributo à paisagem que se abre à sua porta. A falésia avança mar adentro, a conduzir o curso de água doce. A vegetação ainda resiste ao calor e mantém o horizonte verde, sem se avistar um único sinal de casario. Estamos em pleno parque natural e isso ainda faz diferença.

Do lado de cá, o ambiente da terra sente-se bem perto das mesas da esplanada. Há brinquedos no chão, toalhas e pranchas de surf ao sol. E a atmosfera do bar também vive destas relações de vizinhança. Dos poucos que aqui moram mas também dos que chegam e ficam por uma semana, duas, às vezes o verão inteiro. Param a dizer olá, em conversas breves, com a gente do bar. Ninguém diria que só abriram portas no arranque da estação.

Espanha e Alentejo para petiscar

O Bar da Praia começa a servir a horas que combinam com a falta de horários dos tempos de férias. Ao meio-dia há quem chegue ainda em ritmo matinal, à procura de um sumo fresco, acabado de fazer, de uma sanduíche e pouco mais que café. Mas não demora muito a que se veja sair um copo de vinho tinto, a pedir acompanhamento à altura.

Hoje a sopa é de beterraba, sendo o prato principal salada de perdiz de escabeche, uma receita espanhola. Mas a regra é estas opções mudarem a cada refeição ou pelo menos todos os dias. Já tínhamos provado — e apreciado, acrescente-se, — o tártaro de salmão, e ficámos com vontade de saber como resultará a variante tanto de sardinha como de petinga.

Mas este é também um sítio onde apetece apenas picar, enquanto se bebe um copo, à boa maneira espanhola. E é de Huelva que vêm tanto o presunto como os enchidos. Os donos prometem que não será sempre assim mas, estando a estrear-se nestas andanças, apostaram na qualidade do que conheciam. É o caso do azeite que chega de Jáen. Quanto aos queijos e vinhos, a conversa muda, pois são alentejanos, bem como o pão, bem entendido.

Na verdade, já estamos no Algarve, as águas do rio Ceixe vêm aqui morrer na praia, marcando a fronteira. Mas a região não é relevante, sempre que for possível será em boa parte com produtos locais que se fará a ementa. E há opções em que a origem pouco importa, como o delicioso creme de limão, que chega servido num frasquinho. Já o café veio desafiar os sentidos, acompanhado do que pareciam mesmo azeitonas mas afinal revelaram toda a doçura do chocolate. 

Mudar de vida

A música dá o tempero certo a todo este vagar. É Pablo Berástegui quem faz as listas que animam as tardes e noites, partilhando-as na página de Facebook do bar — mais um laço a firmar a comunidade que desejam à volta dos seus projetos. Pablo foi diretor do espaço cultural Matadero Madrid, enquanto Pedro Curto deixou a agitação de executivo de uma empresa.

Ao mudarem de vida, decidiram fazer o que chamam de revolução microscópica. Criaram residências artísticas que na verdade não se destinam só a artistas — podem-se candidatar pensadores, artesãos, cientistas, poetas… Deram-lhe o nome de Pausa. Durante um mês, o candidato escolhido usufrui de estadia e refeições, sem ter de pagar, gozando de toda a liberdade para simplesmente pensar. Fizeram-no com as suas poupanças e sem grandes grilhetas. Em qualquer momento regressam à vida anterior, até poderem de novo fazer mais uma pausa.

O Bar da Praia é também um meio de tentarem viabilizar essa mudança. É um espaço de natureza estival que no tempo mais frio abrirá apenas por marcação, para provas de vinhos bem acompanhadas de diversas iguarias. Quem sabe a restabelecer forças a muitos caminhantes que esperam que a temperatura baixe para se aventurarem a fazer a Rota Vicentina.

2014-08-28
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida