Quantcast
PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Azeite de Moura - DOP

O azeite aqui produzido tem características químicas e sensoriais, sendo muito rico em ácidos gordos monoinsaturados. A produção vem do tempo dos romanos, tendo sido citado por Plínio, a quem espantava a arte e o engenho das populações na olivicultura. Há um ditado popular, utilizado para sugerir a inteligência ou esperteza de alguém, que expressa bem como o azeite é considerado: "É tão fino como o azeite de Moura". Até 1974 Moura possuía o maior olival da Europa e ainda hoje conserva um lagar de acção manual que é, possivelmente, o único em toda a Península Ibérica em excelente estado de conservação.

Acidez: Baixa a muito baixa.
Apanha: Manual.
Aroma e Sabor: Frutado e bem característico, em especial pelas variedades de azeitona Galega e Verdeal.
Classificação Genérica/Oficial: Azeite Virgem e Virgem Extra.
Coloração: Amarelo esverdeado
Endereço (OCC): Praça Gago Coutinho, 3 - Apartado 54, 7860-010 MOURA
Fax (OCC): 285253325
Forma de Consumo: Desde há muito tempo que toda a gastronomia da região não dispensa este azeite. É o caso de pratos como as açordas, as migas, os gaspachos e as tibornas. É também utilizado como forma de conserva de alguns alimentos - salsicharia, sardinhas e queijos. No passado, era também usado como fonte de iluminação e no tratamento de certas doenças em virtude da sua acção cicatrizante e desparasitante.
Legislação Aplicável: A área geográfica delimitada de produção consta do Despacho nº 8/94, de 04-01, o qual também reconheceu a Denominação de Origem. A Associação Técnica dos Ovicultores de Moura foi reconhecida como Organismo Privado de Controlo e Certificação pelo Aviso do DR nº 2, de 26-01-94. A Denominação de Origem foi registada e protegida pelo Regulamento (CE) nº 1107/96, de 12-06.
Observações: DOP - Denominação de Origem Protegida
Organismo de Controlo e Certificação: ATOM - Associação Técnica de Ovicultores de Moura
Processo de Fabrico: No fabrico deste azeite são utilizadas apenas azeitonas colhidas nas árvores sãs e em plena maturação. Após a chegada ao lagar, as azeitonas são limpas e lavadas e, não mais do que 24 horas depois, são moídas e batidas. Esta operação é efectuada a uma temperatura máxima de 30ºC, durante 25 a 30 minutos, nos sistemas clássicos de prensas, e 50 minutos nos sistemas de centrifugação. A separação do azeite e das águas ruças dá-se por decantação ou centrifugação. O azeite é posteriormente armazenado em recipientes a uma temperatura de 15 a 16ºC para a decantação dos sólidos resultantes do processo de extracção. Por fim, o produto final é embalado em garrafas de vidro entre 18 e 20ºC.
Produção Anual (Toneladas): 10000
Telefone (OCC): 285253325
Transporte: Em recipientes de tamanho médio, com uma boa circulação de ar.
Variedade das Azeitonas: Galega e Verdeal
Zona de Origem: A área geográfica de produção está circunscrita às freguesias de Amareleja, Póvoa de São Miguel, São João Baptista, São Agostinho, São Amador, Safara, São Aleixo da Restauração e Sobral da Adiça, do concelho de Moura; as freguesias de Pias, Vale de Vargo, Vila Verde de Ficalho, Brinches, Santa Maria, Salvador e Vila Nova de São Bento, do concelho de Serpa e a freguesia da Granja, do concelho de Mourão.
Título: Azeite de primeira qualidade
Morada: Rua das Forças Armadas 9 Apartado 7
Código Postal: 7860 034 MOURA
Tel: 285250720
Distrito: Beja
Concelho: Moura
Freguesia: Santo Agostinho
Seja o primeiro a avaliar
Receba as melhores oportunidades no seu e-mail
Registe-se agora

Boa
Vida