PORTUGAL FAZ-LHE BEM

Torre de Palma Wine Hotel

Tanto charme, tanto Alentejo

No coração de uma herdade que já acolheu romanos, cavaleiros e camponeses, este wine hotel é um refúgio de luxo e sofisticação mas com genuína identidade alentejana. Um tesouro (ainda) secreto que desperta os sentidos para o melhor da região, seja numa casa típica, numa piscina rodeada de vinhas ou numa torre medieval que faz lembrar os contos de fadas.

Há muto que os terrenos da Torre de Palma, nos arredores de Monforte, provocam uma atração especial a quem passa por lá. No século II a poderosa família romana dos Basíli escolheu estas terras para construir uma sumptuosa villa e ali treinar cavalos que seguiam depois para as batalhas de Roma. A Ordem dos Templários também deixou marca mas o primeiro proprietário (conhecido) foi o filho bastardo de D. Dinis, Pedro Afonso.

Com o 25 de Abril a herdade esteve ocupada por uma comunidade camponesa mas aos poucos foi entrando em declínio até ficar votada ao abandono. Já nessa altura o historiador José Hermano Saraiva passou por aquele monte e, num dos seus programas televisivos, vaticinou que o emblemático edifício daria uma bela unidade hoteleira.

Dito e feito. Em 2006 um casal ligado à indústria farmacêutica (Paulo Barradas Rebelo e Ana Isabel Rebelo) apaixonou-se pelo local e decidiu dá-lo a conhecer ao mundo. Do sonho à realidade passaram quase oito anos e em abril de 2014 o espaço abriu finalmente portas com o estatuto de wine hotel e o selo de garantia das cinco estrelas. A sumptuosidade está de volta a Torre de Palma.

Das casas típicas ao loft rural

Para lá de um portão de ferro escudado por colunas de mármore revela-se um enorme terreiro com a histórica Torre de Palma (e casa-mãe) ao centro. É aqui que fica a receção, a futura biblioteca,a sala de jogos e várias salas destinadas a eventos, além de um terraço panorâmico com vistas de 360º sobre a herdade e a planície envolvente. Paredes meias está o antigo celeiro, que hoje acolhe o spa, a piscina interior e cinco quartos com decoração elegante e ambiente acolhedor.

Bastante diferentes são as oito casas típicas (suites) que compõem uma autêntica rua alentejana com paredes brancas, chaminés tradicionais e até um forno comunitário. Mas se antes não passavam de modestas residências de camponeses (os chamados ganhões) hoje fazem jus ao estatuto de cinco estrelas do hotel e estão equipadas com todas as comodidades, como piso radiante na casa de banho, amenities Castelbel ou iPod dock station. Mesmo assim, distinguem-se sobretudo pela decoração interior, assinada por Rosarinho Gabriel, que deu asas à imaginação e recriou oito temas diferentes, como o caçador, a bolota, o pastor ou as avós.

O alojamento fica completo com a suíte principal e os cinco quartos do loft rural (situados na antiga zona das oficinas), onde o luxo e a sofisticação voltam a ser denominadores comuns. Dois deles (o Terra e o Ouro) têm um conceito mais étnico enquanto os outros três (Rei, Rainha e Príncipes) evocam o passado nobiliárquico da torre. O resultado final merece uma vénia.

Comes e bebes alentejanos

O respeito pela traça original dos edifícios é um dos pontos de honra do empreendimento e revela-se também na adega (situada no antigo lagar) que servirá de anfitriã às provas de vinhos. Só quando a reabilitação não foi possível é que o arquiteto responsável (João Mendes Ribeiro) recorreu a novas construções. Neste caso predominam as linhas contemporâneas mas com uma sobriedade e volumetria que não destoam do conjunto.

É num desses edifícios que fica o restaurante Basili, nome inspirado na família romana que outrora habitou aquelas terras. A decoração revela algumas reminiscências dessa época (caso das cadeiras com a imagem da deusa romana) mas também encontramos vários elementos rústicos e outros mais faustosos, como os candelabros suspensos no teto.

Quanto à ementa, privilegia os sabores alentejanos. E o mesmo acontece com a carta de vinhos onde se destacam os vinhos (branco e tinto) Torre de Palma, produzidos na propriedade.. Além dos néctares, o hotel tem também enchidos, azeites, mel, bolachas e pão com marca própria e, neste último caso, haverá regularmente uma nova fornada para fazer as delícias dos hóspedes.

O céu é o limite

Os terrenos que rodeiam o hotel convidam também à descoberta das áreas exteriores, com destaque para uma tranquila piscina rodeada de prado, vinha e olival. Ali ao lado, sete ninhos de cegonhas fazem-lhe companhia, demonstrando preocupação com a sustentabilidade ambiental. Afinal a propriedade é sobrevoada diariamente por inúmeras espécies de aves, duas delas – a abetarda e o sisão – em vias de extinção.

Outra aposta passa por oferecer um vasto leque de experiências, como passeios de balão e a cavalo, jantares vínicos, workshops de gastronomia, visitas às ruínas romanas birdwatching e observação de estrelas. Agora, nos céus de Monforte brilham mais cinco. As do Torre Palma, pois claro.

 
Torre de Palma Wine Hotel 

Morada: Herdade de Torre de Palma Monforte, Monforte
Telf.: 245 038 890
www.torredepalma.com

Preço/noite: 135€ (quarto duplo)

Distância de Lisboa: 200 km
Percurso recomendado: A2, A6, IP2, N369
Custo das portagens: 13€

Distância do Porto: 322 km
Percurso recomendado: A1, IC8, A23, IP2, N369
Custo das portagens: 20.60€