PORTUGAL FAZ-LHE BEM

226º

de 722
ver todos
Ver
mapa

Umami Tea

226º

de 722
ver todos
Apresentação: Inaugurada em dezembro de 2012, a Umami é uma loja única para apaixonados pelo mundo do chá e onde se podem encontrar vários conjuntos de bules e chávenas originais, bem como alguns acessórios complementares ao universo do chá: chás de vários sabores (rooiboos, chá verde, tisanas), bolachinhas, açúcar cristalizado, compotas, etc. A ideia é criar um ambiente de amor ao chá e ao gosto pelo seu consumo, sendo que a própria palavra "umami" significa "gosto delicioso" ou quinto sabor. Ou seja, a quintessência do gosto que depois de provada nunca mais se esquece. Têm porcelanas japonesas, bules Yixing e bules de design japonês, bem como outros tipos de bules mais acessíveis mas muito divertidos para que tomar chá seja um duplo prazer. A sua estética reflete ideias filosóficas e tornou-se num símbolo da beleza purista pela simplicidade, adequados às cores e fragrâncias do chá. Devido ao seu distintivo conteúdo mineral, é o melhor material para bules de chá. O barro é rico em ferro, quartzo, mica, caulino e hematite, para além de muitos outros minerais e ajuda a manter a temperatura da água aquecida, permitindo uma muito rica e complexa infusão de chá. O quartzo e outros componentes minerais permanecem após cozer o barro a 1100-1180ºc. Tradicionalmente, os bules de Yixing são utilizados para wulong, pu-erh e chá preto. O chá verde também pode ser feito num bule destes mas há que ter cuidado para não cozer demasiado o chá, uma vez que estes bules mantêm a temperatura da água elevada por muito tempo.A umami fornece ainda aconselhamento sobre viagens, restaurantes e food&beverage. A ideia é criar um ambiente acolhedor, para relaxar com o chá e a cerimónia de o servir como inspiração para viajar sem sair do sítio e aquecer a alma.
Morada: Rua do Breiner 323
Código Postal: 4050 097 PORTO
Tel: 968493233
E-mail: umamitea@gmail.com
Site: www.facebook.com/umami.tea.9
Distrito: Porto
Concelho: Porto
Freguesia: São Nicolau

Umami Tea & Art


O segredo está no bule?


Andreia Fernandes Silva

O chá está presente mas são os bules que assumem o protagonismo no ateliê que pretende mais do que tudo ser um ponto de encontro para uma viagem pelas histórias e a partilha de experiências.

Chás há muitos, mas a forma certa de o preparar e os utensílios adequados a exaltar as suas características não são tarefas dominadas por todos. É logo aí que se distingue o cliente que entra na Umami Tea & Art, um espaço que em meados de novembro de 2012, mesmo quando o tempo convida a um chá reconfortante, se instalou repentinamente na rua do Breyner, nas imediações da zona de Miguel Bombarda.

Na verdade, o que Fátima Dias queria era um local para trabalhar. Jornalista especializada em gastronomia, viagens e vinho, apaixonada por bules e tudo o que se relacione com o chá, conta que mais do que uma loja, «é um cantinho de trabalho», partilhado com um amigo que se dedica a objetos vintage.

Convém esclarecer que Umami não é casa de chá, até porque o eleito para atrair as atenções é o bule. E a escolha do recipiente certo para exaltar as características de cada variedade de chá obriga a algum conhecimento do tipo de material de que é feito e da finalidade que se pretende obter em termos de sabor.

Por isso, não poderia faltar uma seleção de chávenas e ali também se encontram alguns exemplares, maioritariamente porcelanas japonesas, bules Yixing, a par com outros acessórios como colheres, algumas compotas, bolachas ou açúcares cristalizados. Já agora, os embrulhos são manufaturados, incluem carimbos, botões e lacre, pequenos detalhes que marcam a diferença.

Palavras e chá

Umami significa delicioso, é o chamado quinto sabor ou melhor «uma espécie de essência subtil do sabor» que não é atingida por qualquer palato. Isto é, aos gostos base amargo, salgado, doce e ácido junta-se a experiência umami, algo que sentimos quando há uma concentração de gosto, pense-se por exemplo num molho preparado lentamente e que tem aquele paladar que nunca mais esquecemos.
Foi esta paixão pelo cerimonial de servir o chá que esteve na origem do surgimento deste espaço, para conhecer como «saborear o chá como deve ser, usando peças bonitas, a mergulhar as folhinhas e deixar em infusão o tempo adequado», explica Fátima Dias.

2013-01-16
Seja o primeiro a avaliar