PORTUGAL FAZ-LHE BEM

11º

de 1851
ver todos
Ver
mapa

Restaurante Cais da Pedra

11º

de 1851
ver todos

Inaugurado em abril de 2013, é o mais recente projeto do chefe Henrique Sá Pessoa. Situado em Santa Apolónia, com esplanada à beira rio, o espaço destaca-se, tanto pela localização como pelos petiscos do famoso chefe. De ambiente descontraído e informal, tem uma ementa igualmente despretensiosa com os hambúrgueres frescos do chefe no centro das atenções. Conta ainda com uma carta de brunchs aos feriados e fins-de-semana. Com três zonas distintas (bar especializado em cocktails before & after dinner, para fumadores; restaurante; e esplanada ao ar livre e virada para o rio), tem um ambiente familiar durante o dia e descontraído à noite aliado a um bom serviço de bar.

Ambiente e decoração: Decoração sofisticada e minimalista.
Dia(s) de Encerramento: Não encerra
Especialidades: Entradas, Saladas, Hambúrgueres, Bife, SobremesasHambúrgueres frescos do chefe - carne de vaca, frango, vegetariano e de salmãoEmenta especial para crianças
Preço Médio: 20.00
Serviços: Esplanada
Tipo de Restaurante: Hamburgueria
Horário de Funcionamento: De segunda a quinta das 12:00 às 24:00. Sexta das 12:00 às 02:00. Sábado das 10:00 às 02:00. Domingos e feriados das 10:00 às 24:00.
Morada: Avenida Infante Dom Henrique Cais da Pedra Armazém B, Loja 9
Código Postal: 1900 264 LISBOA
Tel: 218871651
E-mail: caisdapedra@caisdapedra.pt
Site: www.facebook.com/CaisDaPedra
Distrito: Lisboa
Concelho: Lisboa
Freguesia: Santa Engrácia

Hambúrgueres com vista para o Tejo


Eva Marcela do blogue Documentar o Mundo dá uma ajuda na trabalhosa missão desta semana: afinal onde é que se comem os melhores hambúrgueres? A nossa blogger convidada experimentou aquela hamburgueria que fica à beira-rio e leva a assinatura de um chefe famoso. Veio de lá regalada.



Junto à estação de Santa Apolónia, a hamburgueria Cais da Pedra tem a assinatura do chefe Henrique Sá Pessoa.

por Eva Marcela

Um fim de tarde de sexta-feira, com o tempo primaveril a permitir um sol quente e tardio, foi a desculpa para um passeio à beira Tejo e um jantar no Cais da Pedra. Na esplanada, a vista para o rio é invejável mas opto por ficar no interior junto à janela.

O ambiente é simples e descontraído, a maioria das mesas têm tampos em mármore, as cadeiras de madeira são confortáveis e na parede, o conjunto de espelhos permite ver a cozinha. O trabalho desta jovem equipa está sempre à vista. Na sala certifica-se de que tudo está a postos para receber os clientes: colocam-se as últimas ementas, verificam-se os guardanapos aos quadrados azuis e brancos, acendem-se as velas. Em breve, o espaço estará cheio.

Quando olho para a carta, sei que vou escolher um hambúrguer. Para além dos que são feitos a partir de carne maronesa DOP, há também de frango, salmão e vegetariano. Os que ainda não se deixaram convencer podem optar por um bife ou salada. Para fugir à regra, decido experimentar o hambúrguer de frango (10,90€).
Com a réstia de sol a desaparecer, é tempo de deixar de observar e passar a degustar. Para entrada, pão de Mafra, azeitonas Kalamata (algo que nunca tinha provado e de que muito gostei), azeite com um pouco de vinagre balsâmico e croquetes caseiros (1,90€). Não quero cair no cliché de dizer que foram os melhores que já comi mas quentes e ricos de sabor, vão certamente permanecer na memória.

Da bancada da cozinha saem quase ininterruptamente pratos com hambúrgueres, uns servidos no pão, outros diretamente no prato. Os empregados, com os seus aventais às riscas pretas e brancas, equilibram-nos nos braços.

Sou servida dentro de pouco tempo, com um atendimento cuidado e permanente, mas sem excessos. Do meu hambúrguer, vários aspetos a salientar: o ponto de sal perfeito, as fatias de peito de frango não estarem secas, a consistência do pão, a qualidade dos produtos, em particular da alface, a leveza da maionese de alho e o manjericão que lhe confere um toque cheio de sabor. A acompanhar, batatas fritas caseiras.
Para sobremesa, uma das minhas favoritas: um cheesecake (5,50€), original no modo de apresentação. Apesar da textura ser muito suave, não me conquistou.

O valor ronda os 20€ por pessoa, sem incluir nenhuma entrada em particular. Não é barato comparado com outras hamburguerias na cidade. Não sou uma apreciadora incondicional de hambúrgueres mas a qualidade dos produtos, a localização e o atendimento levam-me a dizer à saída um até breve.

A autora e o blogue
Eva Marcela é documentalista de formação e viajante de coração. Iniciou o blogue em 2012 onde partilha os lugares que visita. Nunca sai sem um caderno de capa dura e várias canetas. Recebeu o prémio de melhor blogue de viagens pessoal na 1ª edição dos BTL Blogger Travel Awards 2014.
Blogue
Facebook


Seja o primeiro a avaliar