PORTUGAL FAZ-LHE BEM

de 11
ver todos
Ver
mapa

Palácio Nacional de Queluz

de 11
ver todos

O Palácio de Queluz é um dos mais conhecidos e visitados monumentos do país. É utilizado como museu, pousada e restaurante, mas serve também de sala de visitas oficial, onde o Presidente da República recebe os seus convidados mais ilustres.

Mandado edificar pelo Infante D. Pedro III, filho de D. João V, em 1747, o Palácio Nacional de Queluz integra-se num vasto conjunto arquitectónico de que fazem parte os belos jardins, as dependências da cozinha (actualmente ocupadas pelo Restaurante Cozinha Velha) e o antigo pavilhão da Guarda Real, (convertido numa Pousada de Portugal).

Chegou a servir como residência real, e é considerado um exemplar da arquitectura monumental barroca do século XVIII, pela sua decoração rica em azulejos e pinturas murais, talha dourada e lustres de cristal. O projecto inicial foi entregue ao arquitecto Mateus Vicente, com o objectivo de modificar o pavilhão de caça do século XVII numa residência de Verão em estilo rococó. Com o casamento entre D. Maria e D. Pedro III o palácio foi aumentado graças à intervenção do arquitecto francês Jean-Baptiste Robillion, que executou o pavilhão com o seu nome, os jardins e inseriu modificações na Sala da Música e na Sala do Trono. Compreende vários salões, entre os quais se destacam a Sala do Trono, considerada uma das mais belas do Palácio que possui estátuas douradas de Atlantes feitas por Silvestre Faria Lobo; a Sala dos Embaixadores que apresenta um tecto em "trompel`oeil" mostrando a família real num concerto; a Sala do Conselho, onde o rei reunia com os seus ministros, a Sala da Música, com funções lúdicas e o Quarto D. Quixote, onde nasceu e morreu D. Pedro IV, cujo tecto apresenta desenhos relativos a D: Quixote. Na Sala das Merendas podem ser apreciadas pinturas representando a família real em piqueniques, enquanto que no Corredor das Mangas podem ser vistos azulejos do final do século XVIII, com ilustrações de cenas de caça, dos continentes e das estações.

Os magníficos jardins do Palácio constituem um mundo à parte. Se as influências do Palácio são francesas, no traçado dos jardins prevaleceu o estilo italiano. Com uma rica vegetação, encontram-se ornamentados com estátuas, lagos, fontes e azulejos.

Ano de Construção: Séc. XVIII
Dia(s) de Encerramento: 25 de dezembro e 1 de janeiro
Horário de visita: Das 09:00 às 19:00.
Observações: O Palácio Nacional de Queluz está aberto diariamente, exceto nos feriados de 25 de dezembro e 1 de janeiro. Aos Domingos até às 13h os munícipes do Concelho de Sintra estão isentos de pagamento de entrada nos parques e monumentos sob gestão da Parques de Sintra. Para usufruir desse direito, devem ser apresentados documentos oficiais que comprovem a residência como, por exemplo, Cartão do Cidadão (requer o PIN), Bilhete de Identidade, Carta de Condução, Cartão de Contribuinte ou Cartão de Eleitor. No caso de apresentação de uma fatura de eletricidade, água, gás, entre outras, esta tem que ser acompanhada de documento identificativo para verificação do nome do titular da fatura.
Ocupação actual: Museu
Serviços disponíveis: Loja, Serviço Educativo, Visitas Guiadas e Acesso para Deficientes, dispondo de vídeos com linguagem gestual para deficientes auditivos e desdobráveis em braile e auto-guides para deficiente invisuais.
Acessibilidade de deficientes motores: Acessibilidade fácil
Morada: Largo do Palácio de Queluz
Código Postal: 2745 191 QUELUZ
Tel: 214343860
E-mail: npa@parquesdesintra.pt
Site: www.parquesdesintra.pt
Distrito: Lisboa
Concelho: Sintra
Freguesia: Queluz
Seja o primeiro a avaliar